Giro

Estado de SP inicia dose adicional para maiores de 18 nesta quinta-feira

Crédito: Rovena Rosa / Agência Brasil

O imunizante para a dose de reforço será o que estiver disponível no posto de saúde (Crédito: Rovena Rosa / Agência Brasil)

A partir desta quinta-feira (18), toda a população adulta poderá se vacinar com a dose adicional da vacina contra a Covid-19, no Estado de São Paulo.

A orientação do Plano Estadual de Imunização (PEI) segue a diretriz do Programa Nacional de Imunização (PNI) e vale para todas as pessoas que tomaram as duas doses há pelo menos cinco meses, ou seja, quem completou o ciclo de vacinal até o mês de junho.



“A partir desta quinta-feira, toda população adulta que já tenha recebido a segunda dose da vacina há pelo menos cinco meses poderá receber a dose adicional da vacina aqui no estado de São Paulo”, disse o governador João Doria, em entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes, nesta quarta-feira (17), em São Paulo.

A dose adicional era recomendada apenas a quem tinha mais de 60 anos de idade, aos profissionais da saúde e imunossuprimidos, com um intervalo de seis meses. Com a mudança, 710 mil pessoas em todo o estado estão aptas a receber a dose adicional do imunizante contra o coronavírus.

Fiocruz investiga hesitação em vacinar crianças contra covid-19

+ Confira 10 receitas para reaproveitar ou turbinar o arroz do dia a dia


Em nota, o governo do estado informou que os imunizantes disponíveis na rede pública de saúde são seguros, eficazes e podem ser utilizados nesta etapa. No Estado de São Paulo, o imunizante para a dose de reforço será o que estiver disponível no posto de saúde, que pode ser Pfizer, Coronavac ou Astrazeneca.

“Neste momento podem se vacinar quem tomou a segunda dose entre janeiro e junho, pois já estão com intervalo de cinco meses. Assim, em dezembro, quem tomou a segunda dose em julho já poderá receber a dose adicional”, disse Regiane de Paula, Coordenadora do PEI.


Quem tomou a dose única da vacina da Janssen deverá tomar uma segunda dose após oito semanas e, após cinco meses de completar o ciclo vacinal, já poderá receber a dose de reforço. O governo do estado informou, ainda, que “não conta com estoque deste imunizante e aguarda o envio de doses do Ministério da Saúde para definir a adesão às novas diretrizes com relação a esta vacina”.



Tópicos

2ª dose antecipação astezeneca AstraZeneca BioNTech Butantan coronavac coronavírus CORONAVÍRUS/BRASIL/VACINAÇÃO/REFORÇO covid Covid-19 criança pode vacinar contra Covid? crianças crise na pandemia Delta Delta B.1.617.2 dose adicional dose de reforço doses diferentes Empresas aplicando vacinas Estado de SP estudo EUA Fundo Rotatório GOVERNO DE SÃO PAULO idade vacina pfizer intervalos entre doses Jair Bolsonaro Jansen Janssen janssen janela de imunização janssen período de proteção janssen precisa de mais uma doze Japão João Doria lote contaminado mandemia balanço mundo Marcelo Queiroga Ministério da Saúde MODERNA mortes Nature nova onda nova variante da covid-19 Número de óbitos o que é resposta imune? OMS Opas oq acontece se eu não vacinar? Organização Mundial de Saúde oxigênio Palácio dos Bandeirantes pandemia pandemia balanço brasil pandemia balanço mundo PEI perguntas Pfizer pfizer 3ª dose Plano Estadual de Imunização pni pra que tomar 3ª dose? prefeitura Programa Nacional de Imunização quais os sintomas da nova variante delta quais os sintomas da variante delta? qual o intervalo das doses da Pfizer? qual vacina precisa de 3ª dose? Qual vacina protege contra variante delta? Qual vacina protege contra variante indiana? quantas doses pfizer quantas pessoas foram vacinadas? resposta imune resposta imune Delta Plus resposta imune variante delta resposta imune variante Gamma respostas revista Nature Rio de Janeiro São Paulo segunda dose sistema público de saúde SP SRAG SUS suspensão Suspensão primeira dose vacina vacina 3ª dose vacina da reação? vacina sao paulo vacinação vacinação balanço brasil vacinação cruzada vacinação maiores de 18 anos vacinação SP vacinas balanço 2021 variante delta variante P.1 variante P1 variantes Variantes Covid-19 xepa