Giro

Estado de São Paulo registra nova alta nos homicídios no mês de agosto

Com alta de 4,9% em agosto, o número de homicídios dolosos voltou a subir em São Paulo, segundo estatísticas divulgadas nesta sexta-feira, 25, pela Secretaria da Segurança Pública (SSP). Em oito meses, esta é a quinta vez que o indicador piora no Estado. Latrocínios, o roubo seguido de morte, também aumentaram. Já os registros de estupros, roubos e furtos recuaram.

De acordo com os dados da SSP, o Estado registrou 213 casos de homicídios dolosos, quando há intenção de matar, no mês passado. Em agosto de 2019, o indicador havia ficado em patamar menor, com 203 ocorrências, ao todo.

Considerando o acumulado do ano, a alta dos homicídios é de 6% até o momento. Desde janeiro, 1.890 casos de assassinatos foram registrados pela polícia paulista. No mesmo período de 2019, haviam sido 1.783 assassinatos. Segundo a SSP, a taxa atual é de 6,46 casos de homicídio para cada 100 mil habitantes.

O índice também subiu na capital, passando de 40 registros, em agosto de 2019, para 50, neste ano. A comparação entre os períodos indica alta de 25%.

Houve, ainda, aumento de latrocínios no Estado, com 14 ocorrências em agosto, ante dez registros no ano passado. Do total, três casos aconteceram na cidade de São Paulo.

Em contrapartida, os registros de estupro interromperam uma sequência de dois meses de aumento e voltaram ter menos notificações. A SSP informa 953 registros no mês passado, incluindo os crimes praticados contra vítimas vulneráveis. Em 2019, o indicador havia sido de 1.051 – ou uma queda de 9,3%.

Já os roubos caíram 29,1%, de acordo com a SSP. Foram 15.552 casos registrados no Estado, ante 21.938 em agosto de 2019. Entre as modalidades de assalto, os roubos a banco subiram de uma ocorrência, em 2019, para três no mês passado. Já os roubos de veículo e de carga reduziram 39,5% e 29,3%, respectivamente.

Com um total 28.933 notificações, os furtos também registraram queda de 32,6%. Em agosto de 2019, haviam sido 42.936 casos. Na capital, os furtos caíram de 18.647 para 11.974 registros- ou 35,8%. Por sua vez, os roubos recuaram 27,2%. Foram 8.926 casos no mês passado, contra 12.258 em agosto de 2019.

Em nota, a SSP destacou que investe continuamente na formação dos seus policiais e em tecnologia para combater a criminalidade e reduzir os indicadores criminais. “A atuação das forças de segurança estaduais segue de forma ininterrupta a fim de reduzir ainda mais os indicadores criminais no Estado e ampliar a segurança da população”, disse.

A pasta acrescentou que a alta nos homicídios e latrocínios são alvo de análises pela secretaria. A SSP disse que os indicadores sofreram impacto de conflitos familiares. “São Paulo segue com as menores taxas de casos e vítimas de homicídios dolosos do país: 6,46 e 6,74, respectivamente nos últimos 12 meses (set/19 ago/20).”

Veja também

+ Grave acidente do “Cake Boss” é tema de reportagem especial

+ Ivete Sangalo salva menino de afogamento: “Foi tudo muito rápido”

+ Bandidos armados assaltam restaurante na zona norte do RJ
+ Mulher é empurrada para fora de ônibus após cuspir em homem
+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por redução de até 50% na parcela
+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev
+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA
+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA
+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos
+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’
+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil
+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados
+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?