Finanças

Essa é a hora de investir na Pague Menos, diz J.P Morgan

Crédito: Reprodução / Facebook

Desde a estreia em setembro, as ações da rede registram um avanço acumulado de 6,7% (Crédito: Reprodução / Facebook)

Uma das novatas da bolsa brasileira é a rede de farmácias Pague Menos (PGMN3). Apesar da boa expectativa com a oferta pública inicial de ações da empresa (IPO, na sigla em inglês), os papéis foram precificadas 16% abaixo do piso da faixa indicativa, a R$ 8,50.

Desde a estreia em setembro, as ações da rede registram um avanço acumulado de 6,7%. Segundo os analistas do banco americano J.P. Morgan disseram ao site Seu Dinheiro, esse é o momento de comprar as ações, já que o investidor pode pagar menos pelos papéis que devem ser valorizados.

+ Bolsa fecha em alta de 1,05%, maior nível desde 17 de setembro
+ Pague Menos pode sair na frente em IPOs

No relatório, os analistas explicam que o potencial de alta é de até 38% do preço-alvo, que era de R$ 12,50. Para a instituição financeira, os papéis apresentam um desconto excessivo, principalmente se comparado com a Raia Drogasil. As ações também oferecem uma boa relação risco-retorno para os próximos anos.

O banco prevê ainda um reforço no caixa e que a rede de farmácias abra 140 novas unidades até 2022. O número expressa um ritmo mais lento do que o observado em momentos anteriores, mas ainda é um aumento expressivo.

Veja também
+ Casamento de Ana Maria Braga chega ao fim após marido maltratar funcionários, diz colunista
+ Conheça a eficácia de cada vacina no combate à Covid-19
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Lázaro Barbosa consegue fugir de novo da polícia após tiroteio
+ Gracyanne Barbosa dança pole dance com novo visual
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Após processar nora, mãe de Medina a acusa de ter destruído sua casa; veja fotos
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Fondue de chocolate com frutas fácil de fazer
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago