Geral

Espanha reabre fronteiras a brasileiros vacinados; saiba os documentos necessários

Crédito: Pixabay

Para entrar na Espanha é preciso apresentar certificado de vacinação traduzido e fazer um cadastro no governo espanhol (Crédito: Pixabay)

A Espanha reabre nesta terça-feira (24) as fronteiras para receber turistas brasileiros que tomaram as duas doses da vacina contra a Covid-19. Segundo o consulado espanhol no Brasil, todas as vacinas serão aceitas: CoronaVac, Pfizer, AstraZeneca e Janssen.

Para ingressar no país europeu será necessário apresentar o certificado de vacinação e ter esperado 14 dias após a segunda dose da vacina. Não é mais necessária a exigência de quarentena.

+ Espanha receberá até 4.000 afegãos retirados pelos Estados Unidos
+ Bolsas de estudo: conheça 37 programas para EUA, Alemanha e Espanha

Testes contra a Covid-19 podem ser exigidos no aeroporto, de acordo com a decisão das autoridades locais e com o contexto da crise sanitária na Europa. Todos os passageiros que chegarem aos aeroportos espanhóis serão submetidos a uma avaliação – pode ser apenas uma medição de temperatura, verificação de documentos e “verificação visual de seu estado”, segundo o consulado.



É importante ressaltar que qualquer pessoa pode ter sua entrada negada por motivos de saúde pública.

Quem chega à Espanha deve preencher um formulário de controle de saúde. Depois de preencher as informações, o viajante vai gerar um QR Code que deve ser apresentado no momento de embarque e também na chegada à Espanha.

Além disso, o turista deve apresentar um certificado de vacinação traduzido ao espanhol, o que pode ser feito no site Conecte Sus ou no aplicativo Conecte Sus, disponível para Android e iOS.

Não vacinados

Passageiros não vacinados podem entrar na Espanha com um certificado de recuperação de Covid-19 de ao menos 11 dias antes da viagem. Este certificado tem duração de 180 dias, mas deve ser traduzido ao espanhol, inglês, francês ou alemão.

Não vacinados também podem apresentar um teste de diagnóstico: amplificação de ácido nucléico (Naat), 72 horas antes do desembarque na Espanha; teste de detecção rápida de antígenos (RAT), no máximo 48 horas antes do desembarque em solo espanhol.

Veja também
+ Como podcasts podem ajudar na educação financeira do brasileiro
+ Mistério: mulher descobre que não é a mãe biológica de seus próprios filhos
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Veja quanto custa comer nos restaurantes dos jurados do MasterChef
+ Leilão de carros e motos tem desde Kombi a Nissan Frontier 0km