Ciência

Erupção estelar com 10 vezes mais poder que o Sol é registrada

Crédito: Pixabay

Pesquisadores de Boulder conseguiram acompanhar uma gigantesca erupção estelar vinda de uma anã amarela (Crédito: Pixabay)

Astrônomos da Universidade de Boulder no Colorado, Estados Unidos, conseguiram registrar uma erupção da estrela “EK Draconis”, 10 vezes mais poderosa que o Sol. Confira:

Liderados pelo professor Yuta Notsu, pesquisadores de Boulder conseguiram acompanhar uma gigantesca erupção estelar vinda de uma anã amarela, bem mais nova que o nosso Sol e 10 vezes mais potente. A EK Draconis tem idade entre 50 e 125 milhões de anos e fica localizada a 111 anos-luz da Terra. 



+Planeta gigante é encontrado por pesquisadores em área de estrelas destrutivas

“A estrela é hoje o que o sol costumava ser há 4,5 bilhões de anos”, completa Notsu em declaração ao jornal científico Nature Astronomy.

A importância do estudo para a humanidade é significativa, já que estrelas desse porte geram grande erupções ou ejeções de massas coronais (EMCs), fenômenos que podem interferir com os campos magnéticos de planetas relativamente próximos. 

+ Confira 10 receitas para reaproveitar ou turbinar o arroz do dia a dia


No caso da Terra, caso fosse impactada por ejeções de grande intensidade, alterações no campo magnético poderiam interferir no funcionamento de aparelhos eletrônicos, danificar redes elétricas e causar apagões de energia duradouros, segundo um estudo da Universidade da Califórnia.  

Perigo real

Diversos especialistas acreditam que o nosso Sol já executou diversas erupções de grande porte no passado, em um período de pelo menos 10 mil anos atrás. Vale ressaltar que eventos de tal magnitude são considerados raros, mas extremamente possíveis.