Economia

Epic Games denuncia o ‘monopólio’ da Apple e do Google

Crédito: AFP/Arquivos

Epic denuncia o 'monopólio' da Apple e do Google - AFP/Arquivos (Crédito: AFP/Arquivos)

O presidente da gigante de videogames Epic Games criticou nesta terça-feira (16) a Apple e o Google, pedindo que os gigantes da tecnologia parem de abusar de seu controle sobre os mercados de aplicativos.



A Epic Games, criadora do popular jogo Fortnite, está em duras batalhas legais com a Apple e o Google, cujos sistemas operacionais rodam em quase todos os smartphones do mundo.

As duas empresas cobram taxas pelas transações feitas em suas lojas de aplicativos – App Store e Google Play – e garantem que são justificadas.

Mas os desenvolvedores de aplicativos estão cada vez mais hostis a essa política.

Spotify tem instabilidade nesta terça-feira

+ Especialista revela o segredo dos bilionários da bolsa. Inscreva-se agora e aprenda!



“A Apple e o Google (…) estão usando seu novo poder de monopólio para tributar e impedir a concorrência”, disse o presidente da Epic, Tim Sweeney, na Conferência Global de Equidade de Ecosistema para Dispositivos Móveis em Seul.

“Não devemos permitir que essas duas empresas controlem nossas vidas digitais”, acrescentou.

A Epic quer forçar a Apple a abrir seu mercado a terceiros para evitar comissões que podem chegar a 30%.

Sweeney também atacou o Google por cobrar taxas por pagamentos que não processa. “Só um monopólio pode fazer isso”, disse.