Economia

Entregadores de aplicativos planejam greve no dia 12

Crédito: Roberto Parizotti/Fotos Públicas

Greve dos entregadores de aplicativos na Avenida Paulista, em São Paulo (Crédito: Roberto Parizotti/Fotos Públicas)

Após uma série de atos que se espalhou por todo o País na última quarta-feira (1), os entregadores de aplicativo estão se programando para novas paralisações no dia 12 de julho.

Segundo a Folha de São Paulo, os entregadores realizaram uma enquete online para saber quantos deles era favorável ao novo “Breque dos Apps” e 26 mil entregadores responderam à pesquisa.

+ Entregadores de aplicativos protestam na Paulista e no Centro do Rio
+ Cresce organização de trabalhadores insatisfeitos com apps de delivery

A pauta segue a mesma da paralisação de quarta-feira, com a categoria reivindicando a tabela mínima de frete unificada entre os aplicativos de delivery, auxílio com equipamentos de segurança individual durante a pandemia, reajuste da taxa recebida por quilômetro rodado e o fim do sistema de pontuação das entregas.

O último ato aconteceu simultaneamente no Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Salvador e Recife, além de São Paulo.

Veja também

+ Funcionário do Burger King é morto por causa de demora em pedido

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Bolsonaro veta indenização a profissionais de saúde incapacitados pela covid-19

+ Nascidos em maio recebem a 4ª parcela do auxílio na quarta-feira (05)

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?