Ciência

Entrega de vacinas Pfizer será temporariamente adiada na Europa

Crédito: AFP

Um farmacêutico dilui a vacina Pfizer covid-19 enquanto a prepara para ser administrada (Crédito: AFP)

O laboratório americano Pfizer avisou, nesta sexta-feira (15), sobre um atraso “a partir da próxima semana” na entrega de suas vacinas contra o coronavírus em toda Europa, para permitir que a empresa se prepare para aumentar sua capacidade de produção, indicaram as autoridades de saúde norueguesas.

“A redução temporária afetará todos os países europeus”, disse o Instituto norueguês de saúde pública em um comunicado. “Não está claro até agora quanto tempo vai levar exatamente para que a Pfizer retome sua capacidade máxima de produção, que passará de 1,3 bilhão para 2 bilhões de doses” anuais, acrescentou.

O instituto norueguês não deu detalhes sobre a magnitude da redução do fornecimento, mas forneceu dados para o país, que receberá na próxima semana 36.075 doses das 43.875 previstas, ou seja, 17,8% menos.

Para compensar essa redução, a Noruega recorrerá às suas reservas de vacinas que criou após receber as primeiras doses.



O país não é membro da União Europeia, mas está estreitamente vinculado ao bloco em múltiplos aspectos, por exemplo no fornecimento de vacinas contra a covid-19, que foi administrado diretamente por Bruxelas.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel