Política

Entre os presidenciáveis, Janones cresce 1000% e lidera avanço nas redes

Crédito: Câmara dos Deputados/Divulgação

O deputado André Janones na Câmara Federal; ele concorre à Presidência e teve o maior aumento de seguidores entre os presidenciáveis (Crédito: Câmara dos Deputados/Divulgação)



Fenômeno nas redes sociais, o deputado federal André Janones (Avante-MG) ainda está longe do número de seguidores do presidente Jair Bolsonaro (PL), mas é o presidenciável com o maior crescimento proporcional de usuários que o acompanham nas redes sociais desde 2019.

O cálculo leva em conta Instagram, Twitter, Facebook e Youtube. Os dados foram levantados pela consultoria Bites a pedido do Estadão.

TSE vê erros de premissa e falta de embasamento em questionamentos das Forças Armadas sobre eleições

Eles mostram que Janones teve quase 1000% mais seguidores no período entre 2019 e o começo deste mês. O mineiro saiu de cerca de 1 milhão para 11 milhões e meio de usuários em seus perfis, aumento de 983%. Bolsonaro, por sua vez, duplicou o número de seguidores (100%) no período; Lula cresceu 162%. No início de maio, Bolsonaro somava 45,9 milhões e Lula 13,6 milhões.



O primeiro grande crescimento de Janones nas redes sociais aconteceu em 2018, com a greve dos caminhoneiros. Ali, ele se apresentou com um porta-voz da categoria, ainda que ele não seja caminhoneiro. A disparada de seguidores aconteceu em 2020. À época, o deputado abraçou a pauta do Auxílio Emergencial e fez diversas lives para discutir o tema.

As dez publicações com maior engajamento – a soma de comentários, compartilhamentos e reações – ocorreram entre agosto e dezembro e tiveram o benefício como o motivo da transmissão. Nos vídeos, ele fortalece a pauta do auxílio a R$ 600 e oferece serviço ao atualizar o andamento da proposta no Congresso Nacional.

O Facebook é o principal meio de comunicação de Janones, plataforma na qual ele bateu o recorde mundial de visualizações simultâneas em uma live em agosto de 2020 – a soma de comentários, compartilhamentos e reações foi de cerca de 3,6 milhões.


O Facebook ainda é a plataforma com maior alcance no Brasil, mas a rede tem perdido usuários. André Eler, diretor adjunto da Bites, observa que “o crescimento na plataforma é cada vez mais difícil”. Nenhuma das publicações recentes do pré-candidato figuram nas 10 postagens com mais engajamento.

CENÁRIO

O ambiente das gravações é modesto. Uma pequena sala e uma bandeira do Brasil e do Estado de Minas Gerais aparecem entre ele e o fundo da imagem, uma parede branca, sem iluminação rebuscada. Para ele, a horizontalidade na comunicação é a palavra-chave.

“Sou eu quem toco as minhas redes sociais, sozinho. Não existe um planejamento de marketing”, disse. “Eu ligo o celular e começo a falar com o povo e incluir eles na tomada de minhas decisões.” Além das lives, em seus perfis nas redes, Janones abre espaço para que seus seguidores ajudem a definir o posicionamento do parlamentar em votações na Câmara.

Mesmo que o Facebook tenha um menor acesso atualmente e que o deputado não tenha emplacado publicações com alcances muito grandes como em 2020, na mais recente pesquisa Ipespe, divulgada na sexta-feira passada, Janones aparece na quinta posição, com 2% das intenções de voto, à frente da senadora Simone Tebet (MDB-MS).

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.