Mundo

Encontrado após ritual xamânico, Subbotin aumenta lista de magnatas russos mortos

Crédito: Reprodução/Redes Sociais

Subbotin foi encontrado morto após uma parada cardíaca (Crédito: Reprodução/Redes Sociais)



Mais um magnata russo foi encontrado morto sob circunstâncias misteriosas no último final de semana. O bilionário Alexander Subbotin, 43 anos, então diretor da empresa de petróleo Lukoil e dono da transportadora NTK, foi encontrado morto por dois xamãs após um ritual no qual teria usado veneno de sapo para tratar sintomas de ressaca em Mytishchi, na Rússia.

Segundo o jornal inglês Daily Mail, Subbotin teria sido submetido a um ritual de cura pelos xamãs Magua Flores (nome de Alexey Pindyurin) e Tina Cordoba (Kristina Teikhrib). O veneno teria sido aplicado após uma pequena incisão na pele, mas o magnata se sentiu mal.

+ Ucrânia declara conquistas no campo de batalha e restringe gás russo para Europa
+ Rússia não quer guerra na Europa, diz chanceler russo

O xamã então teria optado por não chamar uma ambulância e forneceu um sedativo à base de valeriana a Subbotin, que teria ido dormir no porão, onde foi encontrado morto. A polícia russa afirma que a causa preliminar da morte é uma parada cardíaca.




Os xamãs disseram à polícia que Subbotin era um amigo e negaram qualquer pagamento pelo ritual xamânico. Fontes ouvidas pelo jornal inglês afirmam que Subbotin era uma pessoa “muito saudável”.

Subbotin é mais um magnata russo assassinado em circunstâncias misteriosas desde o início da invasão sobre a Ucrânia. Vladislav Avayev, 51, teria se suicidado após matar sua mulher e filha de 13 anos.

Sergey Protosenya, 55, foi encontrado enforcado na Espanha, depois de ter supostamente matado sua esposa Natalia e sua filha Maria com um machado. Alexander Tyulakov, 61, Leonid Shulman, 60, Vladislav Avayev e Igor Volobuev, 50, também foram encontrados mortos em crimes ainda não desvendados.


Há suspeitas de que as mortes teriam sido causadas por assassinato.






Tópicos

aeroporto de Tomsk agência de inteligência russa GRU Alexander Litvinenko Alexander Subbotin Alexander Subbotin morte alexei navalny assassinato assassino autoridades Avayev Banco banco Gazprombank bilionário Vasily Melnikov capital russa Catalunha chefe da empresa gigante de suprimentos médicos corpos de seus pais críticos do Kremlin empresa de gás natural Novatek enforcou no jardim especulação esposa ex-chefe da agência de inteligência russa GRU ex-oficial de segurança russo Fedor Protosenya filha filho de um oligarca russo fraude gás gás natural Gazprom Gazprombank homicídio indústrias russas invasão invasão da Ucrânia investigações jornal americano USA Today jornal russo Kommersant Kremlin Krukovsky Leonid Schulman Lloret de Mar Londres luxuoso apartamento magnata ucraniano mansão na cidade MedStom meios de comunicação meios de comunicação britânicos Mikhail Watford milionário milionário Serguei Protosenya milionários da Rússia misteriosa onda misteriosas mortes mortes de oligarcas russos mortes suspeitas mortes suspeitas russos Moscou Multimilionário Ninzhni Novgorod Novatek Novichok oligarcas mortos oligarcas multimilionários oligarcas russos oligarcas russos mortos pessoas ligadas ao Kremlin petróleo pistola polícia espanhola polícia russa política de segurança polônio radioativo presidente russo Protosenya Putin Reino Unido russos super-ricos sanções internacionais Serguei Protosenya Serguei Skripal série de mortes de oligarcas russos serviços de segurança da Gazprom setores de gás e petróleo suicídio suicídios Tass think tank polonês tropas russas invadirem a Ucrânia vestígios de fraude vice-presidente Vladimir Putin Vladislav Avayev Warsaw Institut