Semanal

Empresas que apostam em diversidade são reconhecidas

Crédito: Istockphoto

Iniciativas corporativas de inclusão de grupos minorizados serão reconhecidos nas Melhores Empresas em Práticas e Ações da Diversidade em maio (Crédito: Istockphoto)



No dia 13 de maio, 134º aniversário da Lei Áurea, a Iniciativa Empresarial pela Igualdade Racial realiza um evento especial para reconhecer as Melhores Empresas em Práticas e Ações da Diversidade. Serão destacados projetos em oito categorias considerando diversos recortes de diversidade como ascensão e engajamento. As inscrições estão abertas e vão até o dia 29 de abril, sexta-feira da próxima semana. O evento que tem apoio do Fórum de Direitos e Empresas LGBT+, Mulheres 360 e da ISTOÉ DINHEIRO é mais importante do que nunca.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) o problema da falta de diversidade nas empresas no recorte de raça, piorou na pandemia. Na comparação do início de 2019 com o fim de 2020, a taxa de participação dos pretos e pardos na força de trabalho caiu de 64,9% para 58,3% no primeiro grupo e de 60,3% para 53,3% no segundo. Já a participação de mulheres, que era de 54,5% em 2019, caiu para 51,56% em 2021. não há dados atualizados no instituto sobre a comunidade LGBTQIAPN+.

Para não passar vergonha em diversidade e inclusão

Apesar de os números evidenciarem que a conquista da plena diversidade ainda é sonho distante, eventos recentes mostram que a sociedade não está mais disposta a atitudes contrárias à inclusão justa de negros, membros da comunidade LGBTQIAPN+ ou mulheres no mercado de trabalho. Para quem não se lembra, a reação dos brasileiros após a decisão do LinkedIn de retirar das redes sociais anúncios de vagas afirmativas foi tão veemente que o tema foi parar nas páginas do New York Times e fez com que a plataforma atualizasse sua política global de anúncio de vagas. Desde então, é permitido divulgar colocações de trabalho voltadas para profissionais de grupos considerados desfavorecidos. “No Brasil, agora são permitidas vagas afirmativas, inclusive para pessoas negras e indígenas”, escreveu o diretor-geral do LinkedIn para a América Latina, Milton Beck, em sua rede.




Para empresas que estão alinhadas aos anseios da sociedade iniciativas de reconhecimento de suas políticas de diversidade servem a dois propósitos igualmente interessantes: um deles é a sinalização do mercado de que o caminho está correto; o outro, é que a publicidade dada a tais iniciativas serve de benchmark para outras companhias e assim se cria um ciclo virtuoso.

As inscrições para as Melhores Empresas em Práticas e Ações da Diversidade vem de encontro à agenda e são uma chance para empresas associadas à Iniciativa Empresarial ou de Igualdade Racial ou não mostrarem os avanços que o Brasil vem conquistando. Mais informações no site https://iniciativaempresarial.com.br/ .