Economia

Empresas cotadas em bolsa do Reino Unido aumentam presença feminina

Empresas cotadas em bolsa do Reino Unido aumentam presença feminina

Uma pedestre passa em frente à sede da Bolsa de Londres, em 29 de dezembro de 2020 - AFP/Arquivos

Os conselhos administrativos de empresas cotadas nos principais índices da bolsa no Reino Unido contam agora com mais de um terço de mulheres, uma proporção que aumentou 50% em cinco anos, segundo um relatório do governo publicado nesta quarta-feira (24).

O estudo Hampton-Alexander, encomendado em 2016 pelo governo britânico, também destaca que os índices FTSE-100, 250 e 350 atingiram o objetivo de um terço de mulheres em seus conselhos de administração até o fim de 2020, acrescentou o governo britânico em um comunicado.

Embora “os homens continuem dominando os altos cargos das principais empresas britânicas, em cinco anos o estudo Hampton-Alexander observou progressos notáveis”, acrescentou.

Em setembro, um estudo da Universidade de Cranfield e da empresa de consultoria EY avaliava que, embora as mulheres estejam mais presentes nos conselhos administrativos do Reino Unido, continuam sendo poucas nas equipes de direção.

No índice FTSE-100, que reúne as maiores empresas cotadas no Reino Unido, as mulheres não ocupam mais que 13,2% (10,9% no ano passado) de altos cargos executivos e só 5% estavam em postos de direção geral, lembrou este estudo.

A Associação de Investidores Britânicos destacou nesta quarta-feira que seus membros pressionarão as empresas cotadas em bolsa para que aumentem a diversidade dos seus conselhos administrativos e tomem medidas para combater as mudanças climáticas.

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel