Giro

Empresário projeta escritórios em cubos e cria ‘home office’ na empresa

Crédito: Reprodução/YouTube

Xu Weiping (centro) é o empresário por trás do projeto de escritórios em cubos (Crédito: Reprodução/YouTube)

Um bilionário empresário chinês estruturou como será o trabalho nos escritórios pós-pandemia da covid-19 e a ideia dele é colocar as pessoas individualmente em pequenos espaços autônomos de 3m x 3m dentro das próprias empresas, quase como um home office fora de casa.

Segundo o The Guardian, a ideia de Xu Weiping é transformar 20 prédios recém-criados no leste de Londres em 2 mil escritórios cúbicos individuais. Esses espaços serão equipados com itens básicos como geladeira, micro-ondas, televisão e cama dobrável, além de uma cadeira e mesa para o trabalho.

+ Volta ao trabalho nos escritórios é considerada prematura por funcionários
+ O futuro do trabalho é o escritório no passado
+ Facebook anuncia home office até julho de 2021

O projeto de Weiping custa 1,7 bilhão de libras e, se der certo, poderá transformar um espaço de 141 mil metros quadrados em 10 mil cubos individuais no leste de Londres.

Essa é a planta do projeto de escritórios em cubos
Essa é a planta do projeto de escritórios em cubos (Crédito:Reprodução/ABP)

Ele já realizou outros projetos na Inglaterra através da empresa Advanced Business Parks, onde controla 90% das operações. Em 2015, a companhia fechou a remodelagem da Royal Albert Docks, espaço que conta com vista para o aeroporto de Londres e o evento contou com a presença do presidente da China, Xi Jinping.

O empreendimento, no entanto, teve sua entrega atrasada e encalhou nos últimos anos, muito em função da problemática relação entre China e Reino Unido, o lento desdobramento do Brexit e, mais recente, a pandemia do coronavírus.

Weiping diz que os cubos são projetados para combinar o melhor do home office com as amenidades e a colaboração de um escritório tradicional, onde as pessoas trocam experiências e convivem normalmente.

Um protótipo do cubo será aberto em um showroom dentro de dois meses. Os custos do aluguel ainda não estão fixados, mas eles podem chegar ao mercado entre 800 libras e 1.600 libras por mês, representando de 20% a 50% a mais do valor de uma mesa de escritório normal.

“Nosso alvo são os clientes que relutam em retornar ao ambiente normal de escritório”, observou Weiping. “Mesmo que o governo esteja pedindo que os trabalhadores voltem ao escritório, elas não vão. Todos queremos um espaço individual. Este será um espaço individual que incorpora os benefícios do trabalho em casa”, ponderou.

Veja também

+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos

+Conheça os 42 anos de história da picape Mitsubishi L200

+ Remédio barato acelera recuperação de pacientes com covid-19

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?