Economia

Empresa desclassificada por Petrobras recorre para arrendar Terminal de GNL na BA

A Excelerate Energy recorreu da decisão da Petrobras de desclassificar a empresa da licitação do Terminal de Regaseificação de Gás Natural Liquefeito (GNL) na Bahia. A empresa norte-americana foi a única a apresentar proposta na disputa, e reiterou o “profundo interesse” de adquirir o ativo.

Eliminada pela Comissão de Licitação da estatal por sua proposta conter “vícios insanáveis”, a Excelerate admitiu que realmente haviam condicionantes não previstas no edital, e pediu a reabertura de negociações entre as partes, o que seria uma terceira tentativa de acordo.

A empresa propôs retirar as condicionantes para fechar o negócio.

A texana havia adicionado à proposta o direito de rescindir o contrato sem motivação, caso não consiga assumir a operação do Terminal, inclusive podendo cancelar o arrendamento até o final deste ano.



A proposta da Excelerate foi de R$ 92 milhões, com pagamento mensal de R$ 3 milhões, para um arrendamento por 30 meses do Terminal da Bahia.

A negociação ocorre após a aprovação da Lei do Gás, que ainda não foi regulamentada para definir como será o acesso de terceiros aos terminais e gasodutos já existentes no País.

Veja também
+ Até 2019, havia mais gente nas prisões do que na bolsa de valores do Brasil
+ Geisy reclama de censura em rede social: “O Instagram tá me perseguindo”
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago