Negócios

Empresa de carros voadores da Embraer estreia na bolsa

Crédito: Divulgação/Embraer

Startup de carros voadores entra na bolsa após fusão com empresa norte-americana (Crédito: Divulgação/Embraer)

A Eve, startup de carros voadores da Embraer, fez a sua estreia na Bolsa de Valores de Nova York nesta terça-feira (10). 

A empresa, que nasceu da EmbraerX há cinco anos, está focada no mercado de Mobilidade Aérea Urbana (UAM na sigla em inglês) e a entrada na bolsa acontece depois da fusão da empresa com a norte-americana Zanite. 



+Dirigente do Fed defende altas do juro de 50 pontos-base em junho e julho

A sigla utilizada é a Evex. No começo da tarde desta terça (10), horário de Brasília, os papéis da Eve estavam operando em baixa de 18,99%, cotados a US$9,17. 

De acordo com o co-CEO da empresa Andre Stein, a companhia visa oferecer “um novo modelo de transporte urbano eficaz e sustentável” em um mercado com potencial de movimentar US$ 760 bilhões.  

+ Confira 10 receitas para reaproveitar ou turbinar o arroz do dia a dia


Na fusão, a empresa foi avaliada em US$2,4 bilhões e ultrapassou até mesmo o valor da Embraer, que atualmente está em US$2,04 bilhões.

Empresa já conta com encomendas

A companhia já é a líder do mercado no setor de mobilidade urbana aérea (UAM) e nos últimos meses ela conseguiu 17 intenções de compras de seus veículos voadores, também conhecidos como eVOLTs.


No mês de outubro de 2021, a startup confirmou que tem um acordo para vender mais de 100 carros voadores até 2026 para a Avantto, empresa nacional de compartilhamento de aeronaves. Um dos diferenciais do veículo é que o pouso e a decolagem dele são feitos verticalmente.