Ciência

Empresa cria 1ª vacina oral contra covid-19 testada pelo governo dos EUA e valor de mercado triplica para US$ 898 mi

Crédito: Pexels

A Vaxart, que se concentra no desenvolvimento de vacinas administradas por comprimido e não por injeção (Crédito: Pexels)

Uma empresa de biotecnologia pouco conhecida que está trabalhando no desenvolvimento de uma candidata a vacina contra a covid-19 teve valorização de 449% em suas ações nesta semana. Seu valor de mercado passou de US$ 200 milhões para US$ 898 milhões, segundo o Business Insider.

A Vaxart, que se concentra no desenvolvimento de vacinas administradas por comprimido e não por injeção, disse na sexta-feira que participará do programa Operation Warp Speed, financiado pelo governo dos EUA.

+ OMS: mais de US$ 30 bilhões necessários para vacinas, testes e tratamentos para a COVID
+ Brasil começa a testar vacina contra a COVID-19 de Oxford
+ Voluntário recebe 1ª dose de candidata à vacina desenvolvida na Inglaterra 

A Operação Warp Speed ​​é uma parceria público-privada iniciada pelo Governo Federal dos EUA para acelerar o desenvolvimento e a produção de uma vacina contra o coronavírus, terapêutica e diagnósticos relacionados.

Entre as companhias que foram liberadas para participar do projeto e receber financiamento estão gigantes como a Merck , Moderna , Pfizer , Johnson & Johnson e AstraZeneca.

A Vaxart destacou que seu produto participará de um estudo de desafio com primatas não humanos e que é a única vacina oral sendo avaliada dentro do programa.

 

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel