Giro

Emprego: vagas em tecnologia crescem 670% em 2020

Crédito: Pixabay

Passando por um momento de intensa transformação tecnológica, o setor de tecnologia é bastante fértil em vagas para profissionais qualificados (Crédito: Pixabay)

Um levantamento feito pelo site de recrutamento online Catho indicou que o setor de tecnologia está em alta na lista de profissões com mais oportunidades para os trabalhadores. Em São Paulo, a abertura de vagas no ramo superou a marca dos 670% em 2020.

Segundo a pesquisa, que compara a abertura de vagas de 2020 ante 2019, os cargos que mais tiveram crescimento na oferta de vagas foram cientista de dados (671%), desenvolvedor.NET (517%), devOps (460%), web developer (97%) e programador ADVPL (60%).

+ Mundo perdeu 255 milhões de empregos na pandemia
+ Pandemia e desemprego movimentam mercado de ensino profissionalizante
+ Emprego cresce na indústria em um movimento atípico para dezembro

Para Eber Duarte, diretor de tecnologia da Catho, o aumento na procura por profissionais mesmo em meio à pandemia é reflexo da transformação digital vivenciada por empresas de diversos segmentos que atuam na cidade e estado.

“Nesta mudança para o digital, o profissional de tecnologia é imprescindível. É ele quem irá conduzir esse processo, que pode ser desde a criação de um site que irá permitir que lojas físicas se tornem e-commerces até a otimização e automação de processos internos que possibilitam a eficiência operacional das companhias. E este movimento não deve terminar num cenário pós-pandemia. É uma tendência que veio para ficar”, disse por nota o diretor da Catho.

Qual é o perfil do profissional de tecnologia?

Veja abaixo uma lista com os cargos que mais geraram empregos no setor de tecnologia e o perfil desses profissionais:

+ Jaguar Land Rover: a luta contra a falta de confiança dos consumidores

Cientista de dados (671%): Essa área tem ganhado cada vez mais destaque, uma vez que o maior ativo das empresas hoje são os dados, e é de interesse do negócio saber padrões de comportamento de seus clientes, produtos e serviços. Cabe a esse profissional reunir, interpretar e comunicar toda informação relevante contida em toneladas de dados que as empresas armazenam, e dar a eles valor e relevância.

Desenvolvedor.NET (517%): O profissional é responsável por planejar, codificar, depurar e testar sistemas utilizando a linguagem .NET. Ou seja, participa de todo o ciclo de desenvolvimento de websites e aplicações .NET.

DevOps (460%): Esse profissional atua próximo ao time de desenvolvimento de softwares, ampliando o conhecimento dos desenvolvedores sobre infraestrutura. Na prática, é o profissional que trabalha construindo mecanismos que buscam trazer mais confiabilidade e qualidade para os sistemas.

Web Developer (97%): Realiza o desenvolvimento técnico e visual de páginas da internet e manutenção de sites, definindo linguagens, bancos de dados, armazenamento e atualização de informações, a fim de atender o volume de internautas e seu correto funcionamento.

Programador ADVPL (60%): Programa e desenvolve em sistema ADVPL, codifica e testa sistemas. Executa a manutenção dos sistemas, fazendo eventuais correções necessárias, visando atender às necessidades dos usuários. Desenvolve trabalhos de montagem, depuração e testes de programas, executando serviços de manutenção nos programas já desenvolvidos.

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel