Giro

Embratur propõe criação de áreas de segurança turística no país

Crédito: AFP Photo / Yasuyoshi Chiba

Reforço: militares fazem a segurança na região do Cristo Redentor durante as Olimpíadas, em 2016. (Crédito: AFP Photo / Yasuyoshi Chiba)

Os pontos turísticos do país com maior movimentação de visitantes estrangeiros vão receber atenção especial dos órgãos de segurança pública. Os ministérios da Justiça e Segurança Pública e do Turismo e a Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo (Embratur) firmaram um projeto de atuação conjunta para garantia da segurança desses turistas em visita ao Brasil.

Em reunião nesta terça-feira (18), na sede da Embratur, o diretor-presidente Gilson Machado Neto instituiu uma comissão para elaborar o estudo de viabilidade e implantação do projeto. A ideia inicial é estabelecer 15 destinos prioritários, cinco em cada região do país, onde serão implantadas as zonas estratégicas nacionais de segurança turística como projeto-piloto.

CNC estima que Turismo vai movimentar R$ 8 bilhões no carnaval 2020

EUA adotam medidas para restringir “turismo de nascimento”

As zonas estratégicas de segurança turística receberão equipamentos para proteção e atendimento ao turista. O objetivo é, em ação conjunta com todos os órgãos de segurança nacional e dos estados, destinar profissionais capacitados, com uniformes diferenciados, e tecnologias como o uso de drones e de inteligência artificial para investigação.

Turista estrangeiro

Machado disse que, de início, o alvo é o turista estrangeiro, mas logo o projeto se estenderá ao turismo doméstico. “Com o apoio do Ministério do Turismo, o projeto também irá abranger o viajante doméstico”. Para o diretor-presidente da Embratur, “a partir do momento em que se reduz a criminalidade em um país, o ambiente para negócios e turismo melhoram consideravelmente”.

Segundo ele, essa parceria entre os ministérios objetiva atender também a uma preocupação do trade, fortalecendo ainda mais a segurança pública nos destinos turísticos e, consequentemente, trazendo um impacto positivo à imagem do Brasil com a ampliação do fluxo turístico no país.

No próximo mês de março, a comissão irá se reunir novamente para estruturação e assinatura do termo de cooperação técnica. Os representantes do governo programam a primeira visita ao Centro de Operações Integradas de Brasília, considerado uma referência no monitoramento de segurança pública. Além disso, o grupo deverá propor uma visita técnica a destinos internacionais considerados exemplos de segurança ao turismo, como Barcelona, Lisboa e Miami.

*Com informações da Embratur

Veja também

+Caixa paga hoje (13) auxílio emergencial para nascidos em maio

+Soros produzidos por cavalos têm anticorpos potentes para covid-19

+ Avó de Michelle Bolsonaro morre após 1 mês internada com covid-19

+ Nazistas ou extraterrestres? Usuário do Google Earth vê grande ‘navio de gelo’ na costa da Antártida

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Carol Nakamura anuncia terceira prótese: ‘Senti falta de seios maiores’

+ Ex-Ken humano, Jéssica Alves exibe visual e web critica: ‘Tá deformada’

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?