Giro

Embaixador chinês disse não esperar atrasos, diz Doria sobre liberação de vacinas

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), relatou na manhã desta quarta-feira, 7, ter conversado com o embaixador chinês no Brasil, Yang Wanming, sobre a liberação de insumos para a produção de vacinas contra a covid-19 pelo Instituto Butantan. O embaixador disse não enxergar nenhuma perspectiva de atraso no embarque dos insumos e se disse “otimista” com a entrega, informou Doria.

Segundo o governador, entre hoje e quinta-feira, a embaixada daria uma posição definitiva sobre o cronograma de entregas de vacinas após consulta à chancelaria em Pequim. Nesta manhã, o governador participou no Instituto Butantan da entrega de novo lote com 1 milhão de imunizantes para o Ministério da Saúde. Ao todo, o governo já produziu e liberou 38,2 milhões de doses das 46 milhões previstas no primeiro contrato com a pasta para serem entregues até 30 de abril.

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel