Política

Em vídeo com Bolsonaro, Regina Duarte deixa Secretaria da Cultura

Crédito: Marcos Corrêa/PR

Regina Duarte assumiu a Secretaria de Cultura no dia 4 de março (Crédito: Marcos Corrêa/PR)


A atriz Regina Duarte não é mais secretária de Cultura do governo federal. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (20) através de um vídeo postado no perfil do Twitter do presidente Jair Bolsonaro com a agora ex-secretária ao lado. Ela vai assumir a Cinemateca, em São Paulo.

Em tom de brincadeira, Regina disse que foi confirmar pessoalmente com o presidente se ele estava “fritando ela”. “O objetivo é sempre desestabilizar a gente e tentar jogar o governo no chão. Não vão conseguir e jamais eu ia fritar você”, respondeu Bolsonaro.

+ Depois de fazer piada com cloroquina, Bolsonaro lamenta mortes
+ Ministério da Saúde libera cloroquina para todos pacientes com coronavírus

Regina vinha perdendo cada vez mais espaço dentro do governo e havia um desgaste nítido no seu comando. No último dia 5 de maio o governo renomeou o maestro Dante Mantovani como presidente da Fundação Nacional de Artes (Funarte). Ele havia sido exonerado por Regina assim que ela assumiu a pasta e o retorno de Mantovani foi tido como inesperado pela então secretária. Ele acabou novamente exonerado ainda no final do dia.

O presidente também indicou por diversas vezes que gostaria de contar com Regina em Brasília e esse foi um ponto indicado pelos dois como do motivo da saída dela, já que ela mora em São Paulo e afirmou que gostaria de estar mais próxima da família.

“Você quer ajudar o Brasil e o que eu mais quero é o seu bem, pelo seu passado e por aquilo que você representa para todos nós”, afirmou Bolsonaro.

Regina disse que assumir a Cinemateca é “um presente” que Bolsonaro deu a ela.