Política

Em Salvador, Ciro critica os dois candidatos que lideram corrida ao Planalto

Com duas horas e meia de atraso, o candidato do PDT à presidência, Ciro Gomes, chegou à praça em frente ao Mercado Modelo, em Salvador, onde era aguardado por um pequeno grupo de militantes. Ele falou em um pequeno trio elétrico, que estampava a imagem do governador da Bahia, Rui Costa, do PT, que faz campanha para o candidato do seu partido à presidência, Fernando Haddad. Ciro fez um breve e enfático discurso, pedindo voto e uma chance para o Brasil mudar.

O candidato do PDT foi duro ao falar sobre o candidato Jair Bolsonaro (PSL), a quem chamou de “vagabundo fascista”: “Vou derrotar esse vagabundo fascista que critica mulher que cria filho sozinha, lutando pelo seu sustento”, afirmou.

Elogiou o ex-presidente Lula, de quem disse ser amigo há 30 anos, e falou que “oportunistas do PT estão usando o nome de Lula para se eleger, enquanto Lula está preso e humilhado”. “Não podemos apoiar uma pessoa que não conhece o Brasil é não deu certo na prefeitura”, disse ele, sobre Haddad.

Veja também

+ Receita abre consulta a segundo lote de restituição de IR, o maior da história
+ Homem encontra chave de fenda em pacote de macarrão
+ Baleias dão show de saltos em ilhabela, veja fotos!
+ 9 alimentos que incham a barriga e você não fazia ideia
+ Modelo brasileira promete ficar nua se o Chelsea for campeão da Champions League
+ Cuide bem do seu motor, cuidando do óleo do motor
+ 12 dicas de como fazer jejum intermitente com segurança