Geral

Em onda de violência, Ceará registra ao menos 15 ataques desde sábado

Uma onda de violência atinge o Ceará desde o último fim de semana. Do sábado, dia 21, até esta segunda-feira, 23, foram ao menos 15 ataques a ônibus, carros e caminhões na região metropolitana de Fortaleza. Segundo a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS-CE), seis suspeitos foram presos e um menor de idade foi apreendido.

A secretaria informou que para garantir a segurança aos motoristas, cobradores e passageiros de ônibus, a frota circula com a presença de policiais militares no interior dos coletivos.

O governo do Ceará atribui os ataques a uma reação ao enfrentamento ao crime organizado no Estado. Nas redes sociais, o governador Camilo Santana (PT) afirmou que “a possibilidade do retorno às regalias nos presídios é zero” e informou que reuniu a cúpula da segurança pública para tratar dos atos criminosos.

“Trata-se de uma clara reação dos bandidos ao forte enfrentamento ao crime organizado que temos feito, dentro e fora das prisões cearenses, cortando comunicação, isolando e transferindo chefes criminosos, punindo de forma rigorosa atos de indisciplina e acabando com todo e qualquer tipo de regalia nos presídios”, escreveu o governador. “Não recuaremos em absolutamente nada nas medidas que foram tomadas até aqui.”

Para combater a onda de violência no Ceará, a SSPDS informou que a Polícia Civil e a Polícia Militar reforçaram o contingente, com o retorno às atividades de agentes que estavam de férias e a suspensão de cursos para os que tinham aulas. As investigações são coordenadas pela Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco).

Veja também

+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA
+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos
+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’
+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil
+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados
+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?