Giro

Em dias quentes, elefantes podem perder até 500 litros de água

Crédito: Reprodução/Pexels

Uma temperatura alta tem um significado muito importante para esses animais, que podem perder até 7,5% de sua massa corporal em forma de água (Crédito: Reprodução/Pexels)

Dias de calor extremo já são ruins para nós, seres humanos. Mas para os elefantes, uma temperatura alta tem um significado muito maior: em dias quentes, esses simpáticos e gigantes mamíferos podem perder até 7,5% de sua massa corporal em forma de água. Isso equivale a cerca de 500 litros de água em um único dia.

Pode parecer só mais uma curiosidade do reino animal, mas esse dado é importante para entender como as mudanças climáticas afetarão as populações desses animais, que já estão altamente ameaçados de extinção por causa da caça e da perda de habitat.

+ Tecnologia de reconhecimento facial para preservar o urso pardo
+ Bolsonaro volta a criticar restrições de preservação ambiental da baía de Angra

As descobertas foram feitas durante uma pesquisa publicada na revista Royal Society Open Science por pesquisadores do Zoológico da Carolina do Norte, nos Estados Unidos.

Elefantes são animais herbívoros, então têm uma grande vantagem de conseguir bastante água das plantas que consomem. Para evitar desidratação massiva em épocas de calor, eles precisariam consumir água a cada dois ou três dias. Mas a preocupação quanto a questões de saúde desses animais continua: os elefantes precisarão de mais água caso o clima esquente, porém as mudanças climáticas podem afetar a disponibilidade de água em fontes como rios e lagos e até mesmo de plantas que compõem sua dieta.

Como a espécie só têm cerca de 420 mil representantes vivos, felizmente, muitos esforços de conservação foram tomados nas últimas décadas para protegê-los. Milhares de elefantes vivem em parques nacionais e reservas ecológicas controladas por governos e organizações que podem tentar contornar esse problema no futuro.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel