Política

Em ato em SP, Rui Falcão diz que ‘governo Temer acabou envolvido em corrupção’

A forte chuva que cai em São Paulo na tarde deste domingo, 21, frustrou a expectativa dos organizadores do protesto que pede a renúncia do presidente Michel Temer e a realização de eleições diretas. Apesar de dois trios elétricos e dois carros de som terem sido levados para a Avenida Paulista, os manifestantes não enchem uma quadra da via.

Por causa da chuva, os organizadores pedem que os oradores façam discursos rápidos, de cerca de três minutos, para que o ato seja abreviado.

O presidente nacional do PT, Rui Falcão disse que “o governo Temer acabou envolvido em corrupção” e conclamou a realização de eleições diretas. “Sem legitimidade só lhe resta um caminho que é entregar ao povo a decisão de escolher seu próximo presidente”, disse.

Já o deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP) defendeu o afastamento do presidente e pediu eleições diretas e a recuperação do processo democrático brasileiro. Ele ainda avaliou que os partidos da base aliada deverão se afastar do atual governo. “É uma questão de tempo”, ressaltou Chinaglia.

Veja também

+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos

+Conheça os 42 anos de história da picape Mitsubishi L200

+ Remédio barato acelera recuperação de pacientes com covid-19

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

Tópicos

jbs protestos SP Temer