Economia

Em ata, Fed sinaliza alta de juros de 50 ou 75 pontos-base na próxima reunião

Crédito: Pixabay

O documento mostra que, na avaliação dos dirigentes, o quadro econômico, com inflação bem acima da meta de 2%, exige uma "postura restrita" na política monetária (Crédito: Pixabay)



Os dirigentes do Federal Reserve (Fed, o banco central americano) consideram uma elevação de juros de 50 ou 75 pontos-base como “apropriada” na próxima reunião de política monetária, de acordo com a ata da reunião anterior do Fed, publicada nesta quarta-feira, 6. O documento mostra que, na avaliação dos dirigentes, o quadro econômico, com inflação bem acima da meta de 2%, exige uma “postura restrita” na política monetária.

+ Fed/ata: consumo segue robusto, como reflexo do mercado de trabalho apertado

Os dirigentes admitem que o aperto monetário pode reduzir o ritmo do crescimento da atividade “por um tempo”, mas consideram “crucial” que a inflação retorne à meta, a fim de que se possa conseguir máximo emprego “em uma base sustentada”.

Ao avaliar o quadro recente nos mercados, o Fed aponta que a trajetória implícita para os juros nos EUA avançou também nos horizontes mais longos. “Os participantes do mercado notaram incerteza elevada sobre a perspectiva econômica e da política monetária”, afirma ainda a ata.