Ciência

Elon Musk critica bloqueios nos EUA e pede “liberdade às pessoas!”

Crédito: AFP/Arquivos

O CEO da Tesla, Elon Musk (Crédito: AFP/Arquivos)

O polêmico multimilionário e CEO da Tesla, Elon Musk, está reclamando dos bloqueios contra o coronavírus nos Estados Unidos. Em seu perfil no Twitter, Musk pediu que seja devolvida “a liberdade às pessoas!” junto de um artigo opinativo que questionava se os lockdowns realmente salvaram vidas durante a pandemia.

Ele ainda louvou uma notícia que falava sobre a reabertura ainda nesta semana de lojas e restaurantes no Texas, adotando regras firmes contra o coronavírus. “Bravo Texas!”, tuitou Musk.

+ Mais tempo em família, brincadeiras e maconha: estudo revela outra face da pandemia nos EUA
+ PIB dos EUA sofre contração de 4,8% no 1º trimestre, com impacto do coronavírus
+ Tesla, bitcoin e o medo de ficar de fora

Os Estados Unidos concentram o maior número de casos em todo o mundo. São mais de 1 milhão de infectados e 58,3 mil mortos.

Na semana passada, a Tesla ordenou que alguns de seus funcionários voltassem ao trabalho nesta quarta-feira (29), mesmo com as restrições impostas pelo governo norte-americano de manter o menor número possível de profissionais em atividade.

Segundo a CNBC, a Tesla desistiu desse retorno dos funcionários ontem (28).

Veja também

+ Receita abre consulta a segundo lote de restituição de IR, o maior da história
+ Homem encontra chave de fenda em pacote de macarrão
+ Baleias dão show de saltos em ilhabela, veja fotos!
+ 9 alimentos que incham a barriga e você não fazia ideia
+ Modelo brasileira promete ficar nua se o Chelsea for campeão da Champions League
+ Cuide bem do seu motor, cuidando do óleo do motor
+ 12 dicas de como fazer jejum intermitente com segurança