Edição nº 1143 21.10 Ver ediçõs anteriores

Igualdade já

Igualdade já

Três em cada quatro brasileiros acreditam que a igualdade de gênero deve ser uma prioridade dos governantes. A conclusão é de uma pesquisa realizada pelo Ibope, em parceria com a ONU Mulheres. Foram entrevistadas mais de duas mil pessoas, de ambos os sexos. Para 77% dos entrevistados, políticas que incentivem as mesmas oportunidades de acesso ao ensino são muito importantes.

Já 78% afirmam que as prefeituras e as câmaras municipais devem promover a participação igualitária no mercado de trabalho e garantir salários iguais para homens e mulheres. Segundo a socióloga Fátima Pacheco Jordão, especialista em pesquisas de opinião, os números mostram que a percepção da desigualdade de gênero no Brasil é generalizada.

DIN1010-sustenta4-c1

(Nota publicada na Edição 1010 da Revista Dinheiro)


Mais posts

Intervenção divina

Santa Dulce dos Pobres. É como passou a se chamar, desde o domingo 13, Irmã Dulce, a primeira santa brasileira, canonizada pelo Papa [...]

Cafezinho consciente

A rede Octávio Café entrou para o time das empresas que fazem bem para o planeta. Desde a quinta-feira 17, seis cafeterias da companhia [...]

O sangue que salva vidas

É de assustar, mas, segundo o Ministério da Saúde, apenas 1,6% da população doa sangue regularmente. Isso corresponde a 16 pessoas para cada mil brasileiros. E esse número ainda cai em períodos de férias e feriados. Devido à necessidade de promover ações para a manutenção dos estoques de sangue do País, a empresa Mercado Eletrônico […]

O impacto do vazamento de petróleo no nordeste

Depois de semanas em que o mundo se acostumou a ler notícias sobre as queimadas na Amazônia, a bola da vez é o mar brasileiro. Desde o [...]

Dias melhores na Kellogg

Para ajudar a combater a fome no País, a subsidiária brasileira da Kellogg doou, de janeiro a junho, 36,4 toneladas de alimentos para [...]
Ver mais