Economia

Efeitos da economia em recuperação são lentamente percebidos, diz BC

O Banco Central avaliou nesta terça-feira, 17, em seu Relatório de Estabilidade Financeira (REF) referente ao primeiro trimestre do ano, que “os efeitos da economia em recuperação são lentamente percebidos no arrefecimento do risco de crédito às famílias”. De acordo com a instituição, “o crédito às grandes corporações, contudo, ainda enfrenta os desafios decorrentes da materialização de risco”.

A autoridade monetária pontuou que o número de instituições financeiras (IFs) que percebem a recessão e a inadimplência como fontes de risco para a estabilidade financeira reduziu-se ao menor nível dos últimos cinco anos.

“Embora, conjuntamente, essas ainda formem o principal vetor de risco, a atenção está se direcionando à sustentabilidade fiscal, vista como a segunda mais importante fonte de risco”, destacou o BC. “Não obstante, as IFs acreditam na resiliência do Sistema Financeiro Nacional (SFN) e na adequação e suficiência dos instrumentos disponíveis para enfrentar cenários de grave crise financeira.”

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel