Edição nº 1083 17.08 Ver ediçõs anteriores

Edição Nº 1059 02.mar.18

Economia

O México na contramão do mundo

O candidato populista Andrés Manuel Obrador lidera a corrida presidencial mexicana, com um discurso nacionalista e antimercado

O Brasil saiu da UTI

A divulgação do crescimento do PIB de 1% em 2017 se soma a dados positivos recentes e consolida o fim da recessão. Porém, as cicatrizes na economia são profundas e demandam medidas urgentes para evitar o chamado voo de galinha

“O pai dessa recuperação é o corte de juros”

O ex-diretor do Banco Central e economista-chefe do UBS, Tony Volpon, falou à DINHEIRO sobre o PIB:

O homem que conhece a mente de Trump

George H. Ross foi conselheiro do presidente americano por quatro décadas. Para ele, a imagem egocêntrica e agressiva do empresário não condiz com a realidade. O homem mais poderoso do mundo é, na verdade, um negociador habilidoso, capaz até de recuar para não perder um negócio. A diferença é que agora ele comanda um país e não uma empresa

Negócios

Separadas pelo Cade

Conselho veta negócio de R$ 2,8 bilhões entre Liquigás e Ultragaz e frustra planos da Petrobras e do grupo Ultra

Leite derramado

A compra da Itambé deu à francesa Lactalis a liderança do mercado de lácteos no País. Mas, antes de comemorar a conquista, a empresa terá de superar uma intrincada disputa judicial

Localiza vai de Uber

A maior empresa de aluguel de veículos do Brasil vê nos aplicativos de mobilidade um aliado para incrementar suas receitas

E agora, Abilio?

O presidente do Conselho de Administração da BRF está pressionado pelos principais acionistas da empresa, que estão descontentes com o prejuízo acumulado de R$ 1,5 bilhão nos dois últimos anos e com o valor de mercado da companhia, que derreteu. Saiba como essa briga influencia os negócios

“A disputa entre o físico e o digital está superada”

Para o CEO Luiz Eduardo Falco, o avanço da internet no mercado do turismo não ameaça o modelo de lojas físicas. Acompanhe sua entrevista:

A reinvenção da CVC

Nos últimos dois anos, a CVC comprou cinco empresas e entrou em novas áreas, como viagens corporativas, intercâmbio e online. O resultado: seu valor de mercado dobrou no ano passado. Conheça o plano de voo da maior operadora de turismo do Brasil

O retrato de uma encrenca

Os quatro herdeiros da rede varejista Marabraz, membros da família Fares, protagonizam uma complexa disputa societária. A briga inclui confissão de fraude em divórcio, suspeita de sonegação fiscal e até acusação de traição entre irmãos

Finanças

O desembarque dos fundos de pensão

Fundações de previdência estatais vão rever seus investimentos em fundos de participações, os FIPs. A meta é evitar novos problemas como os da Sete Brasil

Os bilhões do Nubank

Com novo aporte, a Fintech fundada pelo colombiano David Vélez passa a valer mais de US$ 2 bilhões. Agora, se prepara para criar uma financeira

O novo eldorado

Por que os profissionais das finanças estão migrando para mercado de criptomoedas

Mercado Digital

Por que só o fundador do Snapchat está feliz?

A rede social do fantasma tem prejuízo bilionário. Mas Evan Spiegel, seu dono, tornou-se o CEO mais bem pago dos EUA em 2017

A aposta da Samsung

Novo Galaxy S9 traz câmera potente para competir com iPhone X, da Apple

Dinheiro em Ação

Vale tem maior lucro desde 2011

Investidores

Até quando dura a janela dos IPOs?

Apesar das incertezas do cenário eleitoral, 2018 pode ser um dos melhores anos da década para a Bolsa. Saiba o que os especialistas esperam

Artigo

Por que o tal mercado não elege ninguém?

O eleitor médio não consegue associar a prosperidade econômica a seu cotidiano. Continua sonhando com o presidente Robin Hood, um salvador da pátria

X

Copyright © 2018 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.