Edição nº 1091 11.10 Ver ediçõs anteriores

Edição Nº 1055 02.fev.18

Economia

Ainda não dá para sorrir

Com receitas extraordinárias e a retomada da economia, o governo cumpre a meta fiscal de 2017. Porém, o quadro de calamidade das contas públicas está longe de ser resolvido

Venezuela em chamas

Com a economia em frangalhos, o presidente Nicolás Maduro detona nova crise ao antecipar eleições para abril e sufocar a oposição

Muito além de carnaval, copa e eleição

De volta do recesso, os parlamentares têm a oportunidade de evitar um ano perdido e votar ao menos dez projetos fundamentais para garantir uma retomada sustentável da economia. Haverá disposição?

A indústria engata a marcha

Retomada da produção indica um novo ciclo de crescimento nas fábricas do País. Ao religar máquinas ociosas, empresários do setor descobrem benefícios e cicatrizes do longo período de recessão

Da lama ao vento

Depois de vender a montadora Troller para a Ford, por R$ 500 milhões, Mário Araripe passou a vender vento ao criar a maior empresa de energia eólica do país. O novo negócio já vale dez vezes mais

Sob investigação

Operação da PF ouve o presidente do BNDES, Paulo Rabello, sobre suspeitas no Postalis, que envolvem sua agência de classificação de risco

Trump joga para a torcida

Presidente americano atinge maior índice de popularidade depois do discurso anual Estado da União

Negócios

A última bolacha do pacote

Depois de comprar uma das mais tradicionais marcas de alimentos no País, em uma operação bilionária, a cearense M. Dias Branco ataca na região Sudeste com a ambição de liderar onde ainda é pouco conhecida

A operação de guerra da Sanofi

Fornecedora de vacinas de febre amarela para as clínicas privadas, a farmacêutica francesa corre contra o tempo para atender à demanda fora do comum

O brasileiro que conquistou a rainha

Por que Carlos Lima, fundador da consultoria Integration, fez história no Reino Unido ao levar quase R$ 900 milhões em investimentos da América Latina

Uma saída para a Avon

Depois de perder 87% de seu valor de mercado em pouco mais de cinco anos, a empresa sofre pressão de acionistas para vender até o próprio controle da companhia

Mercado Digital

O Vale do Silício do Oriente Médio

Por que Israel se tornou uma nação empreendedora e um dos melhores lugares do mundo para começar um startup

Uma dívida do tamanho do mundo

Quatro anos depois de fechar seu capital e com débitos estimados em quase US$ 50 bilhões, a Dell estuda voltar a ser uma empresa aberta

Investidores

Lucros do Bradesco e do Santander sobem

Um mandato foi pouco

Janet Yellen deixa presidência do Fed com saldo positivo

Evite as armadilhas dos multimercados

Fundos que investem em juros, câmbio e ações receberam uma quantidade recorde de novos recursos em 2017. Se você está tentado, saiba como escolher a melhor opção para você

Finanças

O parcelado sem juros vai acabar?

Financiamento informal concedido pelo setor varejista movimenta mais da metade das compras a crédito no País. Sua extinção seria um transtorno para o comércio

Artigo

O capitalismo no divã

No Fórum Econômico Mundial, em Davos, as lideranças globais mais uma vez fogem de temas como o crescente aumento da desigualdade

Dinheiro em Ação

Lucros do Bradesco e do Santander sobem

Publieditorial

Como a inovação revolucionou o esporte paralímpico

Rápida evolução da tecnologia impulsiona o desempenho dos atletas e ajuda milhões de pessoas a ter uma qualidade de vida melhor

Estilo

A joia digital da Richemont

Dona das grifes Cartier e Piaget propõe pagar € 2,7 bilhões pelo controle da Yoox Net-a-Porter, líder do varejo online de luxo. A ofensiva simboliza novos tempos em um mercado acostumado às vendas olho no olho

X

Copyright © 2018 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.