Edição Nº 1152 20/dez/19

Terreno pantanoso para os brasileiros em 2020

2020: o poderoso ano das startups

Contencioso tributário brasileiro ultrapassa 50% do PIB

A Guerra do Streaming vai mudar (ainda mais) sua TV

Nas graças do Leão

Para investidores de primeira viagem ou navegantes experientes, aplicar em títulos privados isentos de Imposto de Renda surge como alternativa rentável às aplicações na poupança

A dança das Criptomoedas

Depois um período de baixa em 2018, as moedas virtuais voltam a apresentar valorização em 2019, mas deixando claro aos interessados que esse segmento é de elevada volatilidade e altíssimo risco

Alicerce em construção

Perspectiva de valorização dos imóveis e dos contratos de aluguel em 2020 gera um potencial de alta entre 20% e 30% nos Fundos Imobiliários. em 10 meses, número de investidores disparou de 230 mil para 517 mil

Futuro em família

Aprovação da reforma da Previdência Social impulsiona as famílias brasileiras a formarem um patrimônio financeiro para O LONGO PRAZO, mas também para a realização de sonhos e de projetos pessoais de maturação maior

Diversidade por setores

O IBOvESPA DEVE manter a ascensão e ATINGIR 140 mil pontos em 2020. analistas consultados sugerem investir em papéis diversificados de segmentos como financeiro, mineração, petróleo, saúde, siderúrgico e varejista

Para o alto e avante

Carteiras de ações e multimercados registram captação líquida superior a R$ 135 bilhões em 2019, reafirmando a migração de recursos que antes estavam alocados em renda fixa

O desafio será equilibrar os riscos

A renda fixa pós-fixada continuará relevante nas carteiras para compor os recursos de emergência que precisam de liquidez diária, e também como depósitos que serão úteis para aproveitar oportunidades no mercado

O que nos espera em 2020?

Após um ano quente, recheado de tensões, conflitos sociais e ameaças de guerra comercial, o horizonte global começa a esboçar um período de menos tormenta e mais bonança. mas será que essa fase vai durar?

20 previsões para 2020. Na tecnologia, na inovação, na cultura digital

Reunimos os melhores estudos globais para enumerar as principais tendências da tecnologia, da inovação e da cultura digital para o começo da terceira década do século 21

Como a indústria do futebol será transformada pela tecnologia

Ao descobrir e aplicar inovações que transformam realidades já consolidadas, algumas startups têm gerado negócios bilionários. Por que não no esporte mais popular do planeta?

Requinte aos pés dos Alpes suíços

Eleito um dos melhores hotéis da Europa, o La Réserve Genève oferece muito conforto, atividades paralelas e gastronomia premiada, com diárias que chegam a R$ 30 mil

Um perfume maleável

Presentaço de final de ano

A valise (quase) de ouro

Uísque para quem aprecia charutos

Que tal morar no Waldorf Astoria?

Nas pegadas do Facebook

Magazine Luiza tem um banco na palma da mão

Uma das maiores redes varejistas do País cria banco digital para vender serviços financeiros para seus mais de 24 milhões de clientes

500 motivos para diversificar

Bolsa brasileira programa expansão do número de BDRs, os recibos de ações estrangeiras listadas na B3, de 300 para 500 ativos em 2020, um incremento que será útil para formação de carteiras, ETFs e fundos de investimentos no exterior

A Justiça é o pior lugar para se discutir saúde

O médico mineiro, que desde a década de 1980 se dedica à gestão de cooperativas do setor, é um crítico severo das decisões que favorecem poucos pacientes sem prever de onde sairá o recurso. Ele afirma que o atual modelo de cobertura pode inviabilizar tanto o sistema público quanto o suplementar – mas aponta alternativas para reduzir custos e garantir o atendimento

Reforma Tributária sem maquiagem

Chaim Zaher ensina como se faz

Seguindo o busão

Aposta paulista da Unimed

Crescimento seguro

A garota virtual de João Appolinário

O Brasil em alta

Copyright © 2021 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.