Economia

Economia/Waldery: Déficit projetado pode ir a 6% do PIB com novas medidas

O secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, informou que o déficit primário das contas do governo federal projetado para 2020 deverá subir para 6% do Produto Interno Bruto (PIB) com novas medidas de enfrentamento do coronavírus no Brasil.

“Novas medidas serão tomadas, em particular, as que tenham a maior efetividade”, disse. Segundo Waldery, o Ministério da Economia segue os parâmetros repassados pelo Ministério da Saúde.

A projeção mais recente é de um déficit de 5,55% do PIB (R$ 419,2 bilhões). Desse total, 2,97% do PIB serão gastos com a aplicação de medidas de enfrentamento do coronavírus. É essa despesa que pode subir para 3,3% a 3,4% do PIB nas próximas semanas.

O secretário disse que, com zelo fiscal, a economia vai voltar ao dinamismo.

Veja também

+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos

+Conheça os 42 anos de história da picape Mitsubishi L200

+ Remédio barato acelera recuperação de pacientes com covid-19

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?