Economia

Ebanx decide unificar serviços de pagamento

O Ebanx anunciou na segunda-feira, 24, a unificação dos dois segmentos em que atuava separadamente: pagamentos de empresas entre fronteiras (de um país para outro) e pagamentos em moeda local, contemplando os 15 países da América Latina onde a startup está presente. Com isso, a expectativa da startup é fincar o pé na região e ser a referência para empresas internacionais que queiram aterrissar por aqui.



Avaliada em mais de US$ 1 bilhão, a empresa tem entre os clientes na carteira algumas internacionais bastante conhecidas, como Spotify, Airbnb, Uber, AliExpress e Shopee, permitindo remessas internacionais em dólar ou yuan. Agora, o Ebanx terá uma única plataforma que permitirá que as transações comerciais dessas companhias possam ser realizadas na respectiva moeda latino-americana local, convertida em dólares e remetida para a sede da empresa em qualquer lugar do mundo. O objetivo da fintech é permitir que empresas possam se expandir na região, sem os entraves burocráticos de instalar sedes e escritórios.

“As empresas terão a rapidez e a flexibilidade de estarem conectadas a só um provedor, que somos nós, e fazer a expansão no continente todo”, afirma ao Estadão o cofundador do Ebanx, João Del Valle.

Segundo especialistas, a novidade possibilita que essas empresas cresçam no mercado latino-americano, usando uma plataforma única.

“O serviço amplia o mercado para empresas internacionais e tem um ‘pitch’ de venda melhor porque o Ebanx resolve a dor do cliente com uma única solução integrada”, afirma Marcelo Martins, diretor executivo da Associação Brasileira de Fintechs (ABFintechs).



Para Bruno Diniz, chefe na América do Sul da Financial Data & Technology Association (FDATA), o Ebanx One facilita a mobilidade das empresas dentro da região latino-americana, o que pode ser um diferencial frente a startups do mesmo segmento, como a uruguaia dLocal. “Com esse passo, o Ebanx acaba fazendo com que se diferencie, o que é importante neste momento, quando o e-commerce é impulsionado e atrai mais empresas para a América Latina.”

O diagnóstico bate com o que o Ebanx afirma ter sentido durante a pandemia em 2020, quando a empresa intermediou 145 milhões de transações, alta de 38% em relação ao ano anterior. Com o Ebanx One, a expectativa é aumentar em cinco vezes o volume de processamento nos próximos três anos.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.


Veja também
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Vídeo: Motorista deixa carro Tesla no piloto automático e dorme em rodovia de SP
+ Vale-alimentação: entenda o que muda com novas regras para benefício
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Lago Superior: a melhor onda de água doce do mundo?