Revista

E viramos o tão temido jacaré

Crédito: Divulgação

Um ano de descontrole e mortes. Entre o primeiro caso de vítima fatal de Covid-19 no País, dia 17 de março de 2020, e terça-feira (6), o Brasil vê sua curva contrariar a de todos os demais países do mundo.

CONVERSA INUSITADA

Alexei Druzhinin / Evaristo Sa

No Brasil, quando algo está difícil, é comum dizer que a situação “tá russa”, em alusão ao período da União Soviética e seus desdobramentos no mundo ocidental. Mas, na última semana, uma conversa inusitada entre Vladimir Putin e Jair Bolsonaro começou com um afago do brasileiro para tentar comprar a vacina Sputinik contra Covid-19 do líder e terminou com um pedido direto: “Putin, libera a importação de carnes dos frigoríficos brasileiros, taokey?” A resposta do russo foi diplomática, mas sem promessas. “Vamos avaliar.” Talvez Putin tenha lembrado de outro ditado, esse muito popular na Rússia: “Confie, mas verifique”.

NÃO SOU EU QUE ESTOU FALANDO

Aos bravateiros de plantão, (àqueles que tratam a imprensa brasileira como inimiga do governo) um alerta: tudo quanto é grande veículo de comunicação do mundo resolveu criticar na última semana a gestão Bolsonaro em meio à pandemia da Covid-19.

THE ECONOMIST

Divulgação


O presidente que promoveu curas charlatanescas, protestou contra lockdown e tentou impedir a divulgação de dados sobre as mortes merece o título de pior gestão do mundo no combate e controle da pandemia.

Washington Post Os Estados Unidos e a América Latina devem ficar atentos para garantir a Bolsonaro que qualquer interrupção da democracia seria intolerável. Em vez de lutar contra a pandemia, Bolsonaro parece estar se preparando para outro desastre: um golpe político.

THE GUARDIAN
Interessante como a escalada autoritária de Bolsonaro acontece quando Lula (seu maior inimigo político) se torna elegível.

THE WALL STREET JOURNAL
O presidente Jair Bolsonaro remonta a um período cinza da história brasileira, décadas de chumbo que o próprio país fez questão de esquecer, mas por não enfrentar seus fantasmas deixou que o terror da ditadura reaparecesse.

THE NEW YORK TIMES
Bolsonaro erra copiosamente. Sua partida seria uma boa notícia para o Brasil, e para o mundo.

ELEGÍVEL E ELEITÁVEL

Divulgação

O escritor Manuel de Barros inventava palavras porque elas refletiam melhor a realidade. Aqui, me permiti encontrar uma palavra que se aproxime do que pesquisa XP Ipespe apontou da corrida eleitoral de 2022. O ex-presidente Lula, agora elegível, também é eleitável e pela primeira vez desde 2019 aparece na frente de Bolsonaro nas intenções de votos para o primeiro turno.

QUANTO VALEM 2,7 MIL BILIONÁRIOS?

Patrick Semansky

Cascalho, bufunfa, grana, faz-me rir, vil metal, dindin, bolada, dinheirama, tutu, caraminguá, taokeys. As 2,7 mil pessoas mais ricas do mundo em 2021 têm, juntas, US$ 13,1 trilhões. Em 2020 era US$ 8 trilhões.