Agronegócio

Downwind Group negocia 100% das cotas de seu FIAgro no lançamento



São Paulo, 17 – O fundo de investimentos Downwind Group lançou um Fundo de Investimento nas Cadeias Produtivas Agroindustriais (FIAgro). O grupo alienou 100% das cotas e, com o sucesso da operação, já planeja lançar um próximo fundo do tipo. “Temos recursos para fazer”, afirmou ao Broadcast Agro (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado) o diretor da Downwind Group, Marcio Barbero. “Parte do investimento será nosso e depois vamos soltar a tese de investimentos para ter mais gente conosco. O primeiro foi sucesso e acreditamos que o segundo também será.”

Os investimentos do primeiro Fiagro incluem a Goiás Bioenergia – companhia que fabrica etanol e tem capacidade de moagem de 1,5 milhão de toneladas – e a Sottovento Agronegócios, da área de cultivo e produção de cana-de-açúcar, com capacidade de produzir mais de 300 mil toneladas.

“O agronegócio está muito aquecido, e vimos oportunidade principalmente no setor sucroenergético, que é estratégico porque lá tínhamos tanto a parte de produção de matéria-prima quanto uma usina que nós desestressamos”, disse Barbero. “O conjunto chamou a atenção e ficou interessante de ser investido.” O próximo FIAgro também deve apostar principalmente na bioenergia, segundo ele.

O fundo é fechado, sem registro na B3. “A ideia inicial era buscar a opção de listar pela B3 posteriormente, mas quando apresentamos o primeiro teaser de empresas que compunham o fundo, já houve aderência rapidamente, então não precisou da listagem”, diz o diretor.



O escritório de advocacia Barbero Advogados apoiou o lançamento, com gestão do fundo Iguana Investimentos.