Edição nº 1079 20.07 Ver ediçõs anteriores

Dotz cria empresa independente de incentivos

A Dotz Incentivos nasce com 30 clientes e mais de 150 mil participantes. Em três anos, a meta é faturar R$ 100 milhões

Dotz cria empresa independente de incentivos

O programa de fidelidade Dotz decidiu separar sua unidade de incentivos, tornando-a uma empresa independente. A nova companhia passa a se chamar Dotz Incentivos e já nasce com 30 clientes e mais de 150 mil participantes. Os investimentos previstos, nessa primeira fase, são estimados em R$ 10 milhões.

“Queremos intensificar o foco nessa área com a criação de uma empresa independente”, afirmou Fábio Santoro, presidente da Dotz Incentivos. “Com isso, passaremos a ter mais autonomia e agilidade.”

Fábio Santoro, presidente da Dotz Incentivos

A meta é faturar R$ 30 milhões em 2018. Daqui a dois anos, o objetivo é atingir uma receita de R$ 100 milhões, representando aproximadamente de 15% do tamanho da Dotz, cujo faturamento foi de R$ 450 milhões no ano passado.

Entre os atuais clientes da Dotz Incentivos estão as construtoras Gafisa, MRV e Queiróz Galvão Desenvolvimento Imobiliários, a rede de hotéis Atlântica e a Bosh.

No caso da Gafisa, o objetivo da construtora paulista é se relacionar com seus corretores, fornecendo treinamento e premiando aqueles com melhores desempenhos, que ganham dotz, a moeda virtual da empresa, para trocar por prêmios, que podem ser desde a compra em supermercados até eletrodomésticos e passagens aéreas.

“São campanhas de incentivos para funcionários das empresas, principalmente para o canal de vendas”, explica Santoro.

O tamanho do mercado de marketing promocional é estimado em R$ 8,5 bilhões, segundo dados da Ampro, associação que representa as empresas do setor. Com a nova lei trabalhista, que entrou em vigor em novembro do ano passado, esse tem potencial de crescimento acelerado.

A Dotz é um programa de fidelidade focado no varejo que conta com 24 milhões de pessoas. Está presente em 14 regiões metropolitanas e estreou na cidade de São Paulo, em março deste ano, conforme publicou com exclusividade o blog BASTIDORES DAS EMPRESAS.


Mais posts

OLX testa meio de pagamento em seu marketplace

A ideia é criar uma plataforma que permita que seus usuários possam pagar pela compra dos produtos diretamente pelo portal, assim como [...]

Foco e persistência são a receita para ser um “unicórnio”, diz fundador da 99

Quem acessa o perfil do empreendedor argentino radicado no Brasil Ariel Lambrecht na rede social LinkedIn não vai encontrar na [...]

Monashees e fundo russo investem US$ 9 milhões em startup de fundadores da 99

A startup brasileira de compartilhamento de bicicletas Yellow recebeu US$ 9 milhões do fundo brasileiro Monashees e da Grishin [...]

Varejo online deve faturar R$ 77,5 bilhões em 2018, prevê consultoria

Depois de dois anos em que praticamente andou de lado, comércio eletrônico deve voltar a crescer mais de dois dígitos, segundo a E-Consulting

Com fama de perder dinheiro, Amazon lucra por 11 trimestres consecutivos

O resultado do quarto trimestre de 2017 da Amazon foi recorde: lucro líquido de US$ 1,9 bilhão
Ver mais
X

Copyright © 2018 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.