Geral

Doria volta atrás e altera decreto que garante segurança a ex-prefeitos

O prefeito João Doria (PSDB) determinou nesta quarta-feira, 7, que o decreto que garante a segurança pessoal de ex-prefeitos pela Polícia Militar por um ano após saída do cargo seja modificado para que sua validade fique restrita ao próximo prefeito eleito.

Assim, disse a Prefeitura em nota, o decreto “não terá qualquer validade para o atual prefeito João Doria ou o vice Bruno Covas”. O texto com as alterações deve ser publicado nesta quinta-feira, 8.

Mais cedo, Doria disse que devolveria à Prefeitura o que fosse gasto com ele com segurança. “Para que não houvesse mais dúvidas e polêmicas, anunciei que o valor correspondente mês a mês com segurança será reembolsado por mim, assim como já fiz com meu salário.”

O decreto foi publicado no Sábado (3) e garantia até quatro PMs a ex-prefeitos e parentes. Com isso, Doria asseguraria a escolta mesmo durante eventual campanha para o governo paulista. Se for concorrer, o tucano tem de deixar a Prefeitura até 7 de abril. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel