Política

Doria: SP tomará medidas judiciais se governo federal decretar comércio reaberto

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta terça-feira (30) que, caso o governo federal decrete a reabertura do comércio antes do fim da quarentena, “o Estado de São Paulo tomará medidas judiciais”. “Não vamos permitir que nenhum ato irresponsável se sobreponha ao posicionamento sereno, equilibrado e responsável do Estado por meio de seu governo e suas prefeituras”, afirmou Doria.

O governador não respondeu se a quarentena, prevista para durar até a próxima terça-feira, 7 de abril, deverá se encerrar na data ou se irá se estender. “O governo de São Paulo não faz antecipação de anúncios. Nós fazemos a revisão diariamente das nossas decisões e posicionamentos”, disse Doria. Nesta terça, o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, estimou que a quarentena naquela Unidade da Federação persista o menos até maio.

Segundo Doria, as pessoas deverão respeitar a determinação do governo paulista. “Neste momento a orientação é que fiquem em casa”, disse. De acordo com o governador, caso haja o relaxamento da quarentena o comunicado oportunamente será feito adiante.

Veja também

+ Funcionário do Burger King é morto por causa de demora em pedido

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Bolsonaro veta indenização a profissionais de saúde incapacitados pela covid-19

+ Nascidos em maio recebem a 4ª parcela do auxílio na quarta-feira (05)

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?