Giro

Doria diz que Bolsonaro comete um ‘ato criminoso’ ao vetar compra da vacina

Crédito: Valter Campanato/Agência Brasil

O governador de São Paulo, João Doria: "Se o absurdo já era grande, agora beira a situação criminal" (Crédito: Valter Campanato/Agência Brasil)

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), subiu mais uma vez o tom e disse nesta quinta-feira, 22, que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) comete um “ato criminoso” ao não permitir a aquisição de 46 milhões de doses da vacina da farmacêutica chinesa Sinovac, desenvolvida em parceria com o Instituto Butantan.

Bolsonaro diz que não tomará vacina chinesa e que a cancelou pelo ‘descrédito’

Bolsonaro diz que governo federal não comprará vacina CoronaVac

“O presidente da República disse que não vai permitir a compra dessa vacina mesmo se (sua eficácia) for comprovada pela Anvisa (Agência Nacional de vigilância Sanitária). Se o absurdo já era grande, agora beira a situação criminal. Negar o acesso a uma vacina aprovada pela Anvisa em meio a uma pandemia que já vitimou 155 mil brasileiros é criminoso e desumano”, disse o tucano após participar de uma cerimônia de entregas de trens da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) na capital.

Pré-candidatos ao Palácio do Planalto em 2022, Doria e Bolsonaro estão travando um embate público em torno da vacina. O presidente disse ontem que mandou “cancelar” o protocolo de intenções assinado na terça-feira, 20, pelo Ministério da Saúde para a aquisição de 46 milhões de doses da vacina da farmacêutica chinesa Sinovac.

“Houve uma distorção por parte do senhor João Doria no tocante ao que ele falou. Ele tem um protocolo de intenções, já mandei cancelar, se ele assinou. Já mandei cancelar. O presidente sou eu, não abro mão da minha autoridade, até porque estaria comprando uma vacina que ninguém está interessado por ela, a não ser nós”, disse Bolsonaro sobre o imbróglio.

Na entrevista concedida nesta quinta-feira, Doria também afirmou que o impasse pode acabar na Justiça. “Se ele (Bolsonaro) prosseguir nessa linha, teremos que judicializar esse processo na defesa do direito de todos os brasileiros”, disse o governador.

Veja também

+ Sandero deixa VW Polo GTS para trás em comparativo
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Grave acidente do “Cake Boss” é tema de reportagem especial
+ Ivete Sangalo salva menino de afogamento: “Foi tudo muito rápido”
+ Bandidos armados assaltam restaurante na zona norte do RJ
+ Mulher é empurrada para fora de ônibus após cuspir em homem
+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por redução de até 50% na parcela
+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev
+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA
+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA
+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos
+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’
+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil
+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados
+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?