Finanças

Dólar supera R$ 5,25 com piora em NY e Guedes sobre reformas e crise hídrica

Crédito: Arquivo/Agência Brasil

Dólar volta a subir nesta quinta-feira (26) (Crédito: Arquivo/Agência Brasil)

O dólar renovou máxima a R$ 5,2565 (alta de 0,87%) no mercado à vista. A ampliação da alta ocorreu em meio à perda de força das bolsas em Nova York, com Dow Jones passando a cair também, e após o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmar que a alta combustíveis é fruto de exterior, pressão política no dólar e crise hídrica, disse um operador.



Produção do pré-sal bateu recorde em julho, informa ANP

Na quarta à noite, Guedes minimizou a alta da conta de luz e questionou: “Qual o problema de a energia ficar um pouco mais cara por causa da crise hídrica?”

O ministro disse hoje: “pedirei a Estados que não subam imposto sobre bandeira; vão faturar em cima da crise”.

Ainda, Guedes minimizou o atraso nas votações de reformas no Congresso e continua defendendo o parcelamento dos precatórios. “Ou temos de parcelar precatórios ou temos de colocar um teto nesses gastos. Parcelamento nunca foi calote, estados e municípios parcelaram precatórios”, afirmou.




Veja também
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Vídeo: Motorista deixa carro Tesla no piloto automático e dorme em rodovia de SP
+ Vale-alimentação: entenda o que muda com novas regras para benefício
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Lago Superior: a melhor onda de água doce do mundo?