Finanças

Dólar sobe com Comissão Especial da reforma da Previdência e Ibope no foco

Dólar sobe com Comissão Especial da reforma da Previdência e Ibope no foco

O dólar opera em alta no mercado doméstico, após registrar um viés de baixa pontual no começo da sessão, diante da persistente valorização da moeda americana no exterior. Às 9h34 desta quarta-feira, 24, o dólar à vista registrava máxima em R$ 3,9319 (+0,25) e o dólar futuro de maio subia à máxima, aos R$ 3,9330 (+0,28%).

Operadores de câmbio afirmam que já foi antecipada na terça-feira, 23, a precificação da aprovação da admissibilidade da reforma da Previdência na CCJ, cuja decisão saiu no fim da noite após 62 dias de tramitação. O dólar fechou em baixa ontem.

Na CCJ, o relator da Reforma da Previdência, Delegado Marcelo Freitas (PSL-MG), retirou da proposta os quatro itens acertados com as lideranças do “Centrão”. Ficaram de fora o fim do pagamento de multa do FGTS para aposentados, a possibilidade de se alterar a idade máxima da aposentadoria compulsória para ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) por projeto de lei complementar, a exclusividade da Justiça Federal do Distrito Federal para julgar processos contra a reforma e o dispositivo que garante somente ao Executivo a possibilidade de propor mudanças na Previdência.

Agora, o investidor aguarda a instalação da Comissão Especial, que analisará o mérito da proposta, possivelmente até esta quinta-feira (25), o que garantiria o início da contagem da tramitação a partir de 6 de maio, uma vez que na quarta-feira da próxima semana (1º de maio) será feriado nacional pelo Dia do Trabalho.

Além disso, está prevista uma pesquisa CNI/Ibope sobre o governo Jair Bolsonaro (às 10h desta quarta).

O fraco resultado do Caged, com fechamento líquido de 43.196 vagas de emprego formal em março deste ano, é monitorado, mas fica em segundo plano.

Tópicos

dólar