Finanças

Dólar segue disparada dos últimos dias e chega a R$ 5,78

Crédito: Pexels

Nova onda de infectados pela covid-19 nos EUA e na Europa está afetando cotação do dólar (Crédito: Pexels)

O aumento de casos da covid-19 nos Estados Unidos e na Europa, além dos conflitos internos envolvendo a política brasileira, levaram a uma nova disparada do dólar na manhã desta quarta-feira (28). Às 10h05 a moeda norte-americana era negociada a R$ 5,738 na compra e R$ 5,739 na venda, alta de 1%.

Um pouco antes, às 9h45, a cotação do dia chegou a bater máxima de R$ 5,789. Ontem (27), o dólar fechou o dia em alta de 1,26%, a R$ 5,685, o maior valor de fechamento desde 20 de maio.

+ Maia critica obstrução de base do governo e cobra interesse para votar reformas
+ Dólar aproxima-se de R$ 5,70 e fecha no maior nível em cinco meses
+ Moedas globais: dólar fica sem sinal único, com covid, acordo e eleição

Os casos de covid-19 voltaram a assustar os EUA e nas últimas 24 horas foram registrados 73,2 mil infectados com o vírus. Dois dias antes, outras 60 mil haviam recebido diagnóstico positivo.



Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel