Finanças

Dólar se fortalece no exterior e desacelera queda ante real

O dólar desacelerou a queda ante o real e registrou máximas na manhã desta quinta-feira, 14, reagindo ao fortalecimento externo da moeda americana. Lá fora, o dólar bateu máxima ante o euro e a libra e reduziu as perdas ante o iene, reagindo ao aumento de 0,8% das vendas no varejo dos EUA em maio em relação a abril – o maior ganho porcentual desde novembro do ano passado – e bem acima da previsão, de alta de 0,4%.

Além disso, em meio ao anúncio da decisão do Banco Central Europeu (BCE), o euro oscilou: se fortaleceu a princípio após o anúncio do BC europeu de que encerrará seu programa de compra de títulos (QE) em dezembro; mas depois passou a cair e renovou mínimas, reagindo à indicação da instituição de que os juros continuarão historicamente baixos por pelo menos até o verão europeu de 2019.

Havia expectativa no mercado de que o BCE poderia sinalizar que os juros subiriam em algum momento no primeiro semestre do próximo ano.

O dólar à vista atingiu máxima aos R$ 3,7077 (-0,21%), pressionado pela máxima do dólar futuro de julho, aos R$ 3,7125 (-0,36%).

Tópicos

dólar