Finanças

Dólar recua em geral e euro se fortalece após BCE

O dólar mostrou fraqueza em geral nesta quinta-feira, 6, enquanto o euro se fortaleceu após os anúncios do Banco Central Europeu (BCE). Além disso, o peso mexicano esteve pressionado, mas reduziu perdas em meio a notícias de que pode estar mais próximo um acordo entre Estados Unidos e México que evitaria tarifas americanas.

No fim da tarde em Nova York, o dólar subia a 108,50 ienes, o euro avançava a US$ 1,1277 e a libra tinha ganho a US$ 1,2698. O índice DXY, que mede o dólar em relação a uma cesta de outras moedas principais, recuou 0,28%, a 97,044 pontos.

O euro esteve mais em foco, em dia de BCE. O banco central manteve os juros e disse que suas taxas seguirão no patamar atual até ao menos o fim do primeiro semestre de 2020. Além de publicar novas projeções, o BCE chamou a atenção para “incertezas prolongadas” e viu riscos pendendo para o lado negativo. Presidente da instituição, Mario Draghi disse que pode haver corte de juros mais adiante, se necessário. Apesar da postura cautelosa de Draghi, o euro ainda assim se fortaleceu, diante da percepção de que há divergência na postura entre o BCE e outros grandes bancos centrais no mundo. Para o Commerzbank, na verdade o BCE tem opções bem mais limitadas, em comparação com o Federal Reserve (Fed, o banco central americano), mas poderia ainda neste ano cortar a taxa de depósito.

Diante dessa percepção, o euro se fortaleceu e o dólar caiu ante uma cesta de moedas fortes. A moeda americana ainda recuou ante várias divisas de países emergentes e ligados a commodities, mas subiu diante do peso mexicano. A moeda do México ficou pressionada pelo risco de tarifas dos EUA contra seus produtos em breve, bem como pela decisão do fim do dia de quarta da Fitch de rebaixar o rating do México, de BBB+ a BBB, e da Moody’s, de alterar a perspectiva do rating A3 do país de estável para negativa. O peso mexicano chegou a melhorar com relatos desta quinta de que poderia haver um acordo com os americanos em breve, mas ainda assim terminou o dia em baixa ante o dólar. (Com informações da Dow Jones Newswires)

Tópicos

moedas