Finanças

Dólar recua ante rivais, com dúvidas em torno de reforma tributária nos EUA

O dólar operou em queda em relação a outras divisas fortes nesta terça-feira, 14, em meio a incertezas sobre a reforma tributária nos Estados Unidos e com o Produto Interno Bruto (PIB) da Alemanha no radar.

No fim da tarde em Nova York, o dólar caía para 113,39 ienes e o euro avançava para US$ 1,1797, enquanto a libra subia para US$ 1,3165.

O índice do dólar (DXY), que mede a divisa americana em relação a outras seis moedas fortes, caiu ao menor nível em quase três semanas nesta terça-feira, devido ao euro mais forte e a uma diminuição das expectativas com a aprovação da reforma tributária nos EUA ainda este ano. O DXY chegou a cair mais de 0,70%, na maior perda diária desde meados de setembro.

Durante a tarde, senadores republicanos indicaram que pretendem incluir a revogação de uma parte do Obamacare no projeto tributário, o que pode dificultar a passagem da proposta. Líderes da sigla, no entanto, afirmam que têm a quantidade necessária de votos para que a proposta continue sua trajetória.

Alguns investidores aproveitaram o cenário difuso em relação à mudança no sistema de impostos dos EUA para realizar lucros devido ao mais recente rali do dólar. Dados da zona do euro colaboraram para o movimento, com o PIB da Alemanha apresentando crescimento de 0,6% no terceiro trimestre em relação ao período entre abril e junho, enquanto analistas esperavam expansão de 0,4%.

Tópicos

moedas