Finanças

Dólar recua ante rivais com Brexit dando força à libra e ao euro

O dólar recuou ante rivais nesta terça-feira, com a libra e o euro fortes, em meio a rumores de que um acordo para o Brexit pode ser firmado antes da data final do divórcio, 31 de outubro.

Perto do horário de fechamento em Nova York, o dólar subia a 108,88 ienes, enquanto o euro subia a US$ 1,1035 e a libra, a US$ 1,2782. O índice DXY, que mede a variação da moeda americana ante uma cesta de outras seis rivais fortes, encerrou o dia em queda de 0,16%, aos 98,454 pontos.

A possibilidade de um Brexit com acordo deu força à libra e ao euro ante o dólar nesta terça-feira, pressionando o índice DXY para o território negativo. Informações de que um entendimento para a saída do Reino Unido da União Europeia poderia ser fechado ainda nesta terça, de acordo com fontes ouvidas pela Bloomberg, deram força às duas moedas europeias em relação ao dólar ao longo do dia, apesar de, logo cedo, o principal negociador do bloco para o Brexit, Michel Barnier, ter dito que a assinatura de um pacto estava se tornando cada vez mais difícil.

Para a diretora-gerente de estratégias de câmbio do BK Asset Management, Kathy Lien, um acordo que garanta que o Reino Unido saia de maneira “tranquila” da União Europeia é “bom para todos”. “Isso elimina uma das maiores incertezas que pairam sobre os mercados nos últimos anos”, diz a analista. “Da mesma forma, a libra esterlina e o euro se valorizarão ainda mais quando um acordo for anunciado”, completa Lien.

O dólar, contudo, encontrou espaço para avançar ante o iene, considerada uma moeda mais segura, respondendo ao clima de ligeiro apetite por risco verificado nos mercados internacionais. A postura mais agressiva de investidores se deu com o início da temporada de balanços nos Estados Unidos, com resultados considerados majoritariamente positivos.

Kathy Lien ressalta, também, que o dólar ante o iene estará em foco nesta quarta, dia em que os EUA divulgam um importante indicador macroeconômico, o índice de gerentes de compras (CPI, na sigla em inglês).

Tópicos

moedas