Finanças

Dólar recua ante rivais após indústria dos EUA cair a menor nível desde 2009

O dólar recuou ante rivais nesta terça-feira, reagindo à divulgação do índice de atividade industrial dos Estados Unidos. O indicador caiu ao nível mais baixo desde junho de 2009, levando investidores a moedas consideradas mais seguras, como o iene e o franco suíço.

No fim da tarde em Nova York, o dólar caía a 107,70 ienes e a 0,9929 francos suíços, enquanto o euro subia a US$ 1,0938 e a libra avançava a US$ 1,2305. O índice DXY, que mede a variação do dólar ante uma cesta de outras seis rivais, teve queda de 0,25%, a 99,128 pontos.

O grande driver dos mercados internacionais nesta terça-feira foi a divulgação do índice de atividade industrial dos EUA medido pelo Instituto para Gestão da Oferta (ISM, na sigla em inglês), que caiu de 49,1 em agosto para 47,8 em setembro, a leitura mais baixa desde junho de 2009. A marcação abaixo de 50 pontos indica contração da indústria. “Essa deterioração suscita preocupações sobre como o crescimento global mais fraco está afetando a economia dos EUA e, por extensão, o mercado de trabalho do país”, ressalta o BK Asset Management, em relatório divulgado a clientes.

O resultado frustrou as expectativas de analistas consultados pelo Wall Street Journal, que previam alta a 50,1. A divulgação do indicador levou investidores a moedas consideradas mais seguras do que o dólar, como o iene e o franco suíço, e deu espaço para o euro avançar sobre a divisa americana.

O sentimento de cautela foi apoiado, também, pela notícia de que a Organização Mundial do Comércio (OMC) cortou sua projeção para o crescimento das transações globais de 2019, de 2,6% para 1,2%.

Já a libra esterlina encontrou espaço para avançar ante o dólar após rumores de que a União Europeia (UE) considera oferecer concessões ao Reino Unido para o fechamento de um acordo para o Brexit. Estaria no foco das discussões a definição de um prazo para backstop, que criaria uma união aduaneira temporária na fronteira entre a República da Irlanda e a Irlanda do Norte.

Devido à busca por segurança, o dólar, contudo, se fortaleceu ante moedas emergentes. Perto do fim da tarde de Nova York, a moeda americana subia a 65,285 rublos e a 19,8410 pesos mexicanos.

Tópicos

moedas