Finanças

Dólar recua ante divisas fortes, com comércio EUA-China e dados em foco

O dólar registrou baixa em relação a outras moedas principais em geral nesta terça, 25, com menor busca por segurança após a notícia de que Estados Unidos e China tiveram um evento para tratar do comércio bilateral. Ao mesmo tempo, dados dos dois lados do Atlântico foram monitorados.

No fim da tarde em Nova York, o dólar subia a 106,38 ienes, o euro avançava a US$ 1,1835 e a libra tinha alta a US$ 1,3146. O índice DXY, que mede o dólar ante uma cesta de outras moedas fortes, caía 0,31%, a 93,013 pontos.

A notícia oficial de que autoridades de EUA e China trataram da fase 1 do acordo comercial agradou, por ser um sinal positivo para o comércio global, apesar das tensões entre as potências. Assessor comercial da Casa Branca, Peter Navarro afirmou hoje que os chineses continuam a fazer compras previstas no pacto, como de commodities agrícolas.

Na agenda de indicadores, o euro se fortaleceu após o índice Ifo de sentimento das empresas subir de 90,4 em julho a 92,6 em agosto, no quarto avanço consecutivo e acima da previsão de 92,0 dos analistas. Já nos EUA o índice de confiança dos consumidores medido pelo Conference Board caiu em agosto e ficou abaixo da previsão, o que para a Oxford Economics pode estar relacionado ao impacto ainda presente da covid-19 no país e ao fim de alguns apoio fiscais federais.

Em relação a divisas de países emergentes e ligados a commodities, o dólar não teve sinal único. Ele caiu a 72,350 rublos russos, mas avançou a 73,7635 pesos argentinos, com investidores ainda cautelosos com o quadro econômico no país sul-americano.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

Tópicos

moedas