Finanças

Dólar perde força ante emergentes após sinalização de Trump sobre comércio

O dólar perdeu força ante as moedas de mercados emergentes nesta terça-feira, 14, diante das tensões comerciais entre Estados Unidos e China seem levemente amenizadas por uma sinalização do presidente americano, Donald Trump, de que um acordo entre os dois países pode ser em breve.

No fim da tarde em Nova York, o dólar subia para 109,64 ienes, enquanto o euro recuava para US$ 1,1211. Entre as moedas de países emergentes, o dólar recuava para 44,9650 pesos argentinos e para 14,2633 rands sul-africanos. O índice DXY, que mede a força da divisa americana ante seis moedas fortes, subiu 0,21%, em 97,526 pontos.

Nesta terça pela manhã, Trump foi ao Twitter para dizer que um acordo será assinado com a China “quando for a hora certa”, o que deve ocorrer “muito antes do que as pessoas pensam”. Isso fez com que os investidores voltassem a procurar por ativos mais arriscados, deixando o dólar, moeda considerada segura, de lado após a ampla procura pela divisa, ontem.

O euro apresentou fraqueza, também, após relatos de que o primeiro-ministro da Itália, Matteo Salvini, comentou que o país poderia descumprir as regras de controle orçamentário da União Europeia, se necessário, para gerar empregos.

Tópicos

moedas