Finanças

Dólar avança ante rivais após nova derrota de Johnson no Parlamento britânico

O dólar avançou ante rivais nesta terça-feira, após a nova derrota do primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, no Parlamento do Reino Unido. O Legislativo do país recusou a tramitação acelerada do acordo para o Brexit, o que pressionou a libra e o euro ante a moeda americana.

No fim da tarde em Nova York, o dólar caía 108,46 ienes, o euro recuava a US$ 1,1136 e a libra tinha perda a US$ 1,2899. O índice DXY, que mede o dólar ante outras moedas principais, subiu 0,20%, a 97,526 pontos.

Na tarde desta terça-feira, a Casa dos Comuns do Reino Unido rejeitou a tramitação acelerada do projeto que transformaria em lei o acordo para o Brexit fechado entre Boris Johnson e líderes europeus, o que representa uma nova derrota para o governo britânico.

Com isso, Johnson já anunciou que pretende pausar a tramitação da saída do Reino Unido da União Europeia até que o bloco decida se vai conceder ou não o adiamento do Brexit, que hoje está marcado para 31 de outubro.

Para economistas do Commerzbank, o cumprimento do prazo não deve acontecer. “É altamente improvável – de fato, quase impossível – conceber que o Reino Unido possa deixar a UE até o final deste mês”, diz a instituição, em relatório divulgado a clientes.

Analistas do banco alemão comentam sobre a reação negativa da libra esterlina e do euro em após a decisão tomada pelo Parlamento britânico. “Os mercados também podem estar preocupados com a possibilidade de um Brexit sem acordo voltar à agenda. Mas, em nossa opinião, isso é excessivamente pessimista”, afirmam.

O dólar ainda ampliou sua alta ante o peso chileno, ainda reagindo às tensões políticas e sociais no país vizinho, após uma onda de protestos violentos. Próximo ao horário de fechamento em Nova York, o dólar subia a 724,60 pesos chilenos.

Tópicos

moedas